Páginas

quinta-feira, 19 de abril de 2018

ALIANÇA ENTRE PSB E PT EM PERNAMBUCO ESTÁ CADA VEZ MAIS DISTANTE

Aliados históricos desde a primeira campanha presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva em 1989, o PT e PSB tomaram caminhos opostos em 2014 com a candidatura de Eduardo Campos contra a reeleição de Dilma Rousseff. Em plena campanha eleitoral aconteceu à tragédia com o jatinho de Campos em Santos, interior de São Paulo, com a morte do socialista a ex ministra Marina Silva assumiu a candidatura e ficou na terceira colocação geral com mais de 22 milhões de votos. Os lideres do PT inclusive o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, alimentavam a esperança de que o PSB apoiaria o PT no segundo turno, para a surpresa de muitos até a própria Marina, que foi ministra de Lula, preferiu apoiar o tucano Aécio Neves.
As divergências entre PT e PSB não ficaram apenas no campo da disputa eleitoral de 2014, o ex-aliado histórico de Lula e do PT foi para a ala dos opositores do governo petista, tanto que passou a ser peça importante no processo de investigação que levou a cassação do mandato da presidente Dilma Rousseff. Nos últimos dias o PT e PSB ensaiavam uma reaproximação, isso valeria para a campanha presidencial e para a reeleição de Paulo Câmara em Pernambuco. Essa possibilidade alimentava o sonho de petistas com a possibilidade de reeleição, ou de sair candidato a vice-governador na chapa liderada pelo socialista Câmara. Nada aconteceu como o esperado por alguns, sem falar no crescimento da candidatura de Marília Arraes (PT).
Com o nome de Joaquim Barbosa, ex-ministro do Supremo Tribunal Federal do Brasil, cotado para ser o candidato a Presidente da República pelo PSB, agora é que essa possibilidade de aliança fica cada vez mais distante. Lembrando que foi com Joaquim Barbosa que começaram as dores de cabeça do PT, quando o mesmo foi relator do processo conhecido como mensalão do PT na suprema corte. Joaquim já aparece em pesquisas recentes com 10 pontos percentuais, sendo candidato vai bater forte nos corruptos e não vai poupar principalmente o ex-presidente Lula que está preso. Então não dá para imaginar petistas alinhados com Joaquim do PSB, que considera PT uma organização criminosa. Ou seja, aliança entre PT e PSB, fica difícil até para o segundo turno.

Do Didi Galgão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Balanço: 10 pessoas são assassinadas no último dia de junho em Pernambuco

  Foto: Arthur Mota/FolhaPE Registrados 10 homicídios nesta quinta-feira (30) em Pernambuco. Com isso, o mês de junho fechou com 287 assassi...

Matérias mais vistas