Páginas

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Coluna do blog desta quinta-feira

Prazo estipulado pela oposição será prorrogado
No penúltimo evento da oposição realizado em Caruaru em março, a oposição formada pelos senadores Armando Monteiro e Fernando Bezerra Coelho e pelos ex-ministros Bruno Araújo, Fernando Filho e Mendonça Filho, anunciou que seria apenas uma candidatura a governador e que o nome seria anunciado no dia 20 de abril. Passados quase dois meses do ato em Caruaru e duas semanas do realizado em Ipojuca, a oposição está longe de ter definido quem será o seu candidato a governador em outubro.
Os nomes se afunilaram para Mendonça Filho, Armando Monteiro, Fernando Filho e ainda Fernando Bezerra Coelho, que segue na disputa pelo MDB. Porém Mendonça, Armando e Fernandinho em sendo candidatos a governador estarão arriscando mandato, o que tem deixado todos os possíveis nomes com muito receio, uma vez que não há indicativo de que a oposição será favorita na disputa. Só quem não teria absolutamente nada a perder mesmo se fosse derrotado é o senador Fernando Bezerra Coelho, que está no meio do seu mandato e em caso de derrota voltaria para o Senado, já o os demais ficariam sem mandato, o que naturalmente poderia significar fim de carreira para alguns destes nomes.
A oposição, diante do exposto, mesmo sem oficializar publicamente, decidiu postergar a escolha, pois ela seria anunciada amanhã se de fato houvesse uma definição. Como não há nenhuma movimentação no sentido do anúncio, há uma avaliação generalizada que o prazo poderá ficar para o mês de maio. Essa indefinição não necessariamente significa sinal de fraqueza, afinal o prazo formal da oposição e até mesmo do governo é agosto, quando encerram as convenções partidárias. Além do prazo elástico, desobrigando a oposição de ter pressa, o grupo tem que entender que a eleição não está na pauta do povo, o que deixa essa definição neste momento completamente desnecessária.
Oficializar o nome do pré-candidato num quadro tão incerto no plano estadual e principalmente no nacional, poderia inclusive ser um erro de avaliação, uma vez que na composição da majoritária da Frente Popular pode sobrar algum insatisfeito que teria chances de migrar para o projeto da oposição. Também há possibilidade de alguma posição a respeito do MDB, que se for favorável a FBC, o deixará na condição de ser candidato governador e facilitaria uma composição com Mendonça e Armando senadores.  Portanto, a prorrogação do prazo, ou até mesmo a não estipulação de uma nova data, é o melhor caminho a ser adotado pela oposição para as eleições deste ano.
Sem votos – Na previsão de votos de Miguel Ricardo muita gente discordou que ele poderia ter 35 mil votos para deputado estadual. A conta é que no Litoral Norte ele deverá “morrer abraçado” com Cal Volia, que também não tem votos para se eleger deputado estadual. A aposta é que Miguel não passará de 25 mil e que Cal não chega a 30.
Atrapalhando – O Palácio do Campo das Princesas teria incentivado a candidatura de Julio Lossio a governador para minar Fernando Bezerra Coelho, mas em números levantados, a candidatura de Lossio quando colocada só tira votos de Paulo Câmara na região, pois o eleitorado de FBC e o de Lossio são como água e óleo, não se misturam. Portanto, a postulação de Lossio pode estar com os dias contados.
Candidatura – Fernando Monteiro segue cumprindo intensa agenda em todas as regiões do estado. A sua candidatura ampliou os espaços em relação a 2014 e goza da simpatia do Palácio do Campo das Princesas. Fernando é sobrinho do ministro José Mucio Monteiro e continuou no PP para a disputa de federal deste ano.
Rixa – Está cada vez mais complicada a relação entre os vereadores Eduardo Marques e Carlos Gueiros. Eles possuem uma convivência conturbada que se agravou após a eleição da mesa quando Eduardo foi eleito para a presidência da Casa José Mariano. Buscando a reeleição, Marques encontra uma resistência muito forte de Gueiros, mesmo sendo o preferido de Geraldo Julio para continuar no posto.
São João – O Parque Josepha Coelho será o palco do lançamento do São João de Petrolina 2018. O anúncio de toda a programação de maio e junho será realizado pelo prefeito Miguel Coelho com detalhamento sobre as atrações do São João dos Bairros e no Pátio Ana das Carrancas, além das datas dos concursos, Jecana e Missa do Vaqueiro. Durante o evento, ainda serão divulgadas as expectativas para movimentação econômica, geração de empregos e atração de turistas. O lançamento do São João de Petrolina ocorrerá nesta quinta-feira na Arena 3 do Parque Josepha Coelho, com acesso aberto ao público.
RÁPIDAS
Dobradinha – Os pré-candidatos Junior Uchoa (federal) e Diogo Prado (estadual) oficializaram a parceria em Carpina para a disputa em outubro. Ambos serão candidatos pelo PSC e disputam com grandes chances de vitória. Diogo Prado é vereador de Carpina, enquanto Junior é herdeiro político do presidente da Alepe, Guilherme Uchoa.
Perdas – Nos bastidores a conta sobre a votação de Felipe Carreras para deputado federal é de aproximadamente 100 mil votos, 87 mil a menos do que em 2014 quando foi o quarto federal mais votado de Pernambuco. Isso ocorre porque muitos apoiadores do deputado se sentiram frustrados com a atenção dispensada e preferiram trilhar outros caminhos.
Inocente quer saber – Sebastião Oliveira como vice de Paulo Câmara seria o contraponto ideal do Palácio em relação a chapa da oposição?

Do Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Balanço: 10 pessoas são assassinadas no último dia de junho em Pernambuco

  Foto: Arthur Mota/FolhaPE Registrados 10 homicídios nesta quinta-feira (30) em Pernambuco. Com isso, o mês de junho fechou com 287 assassi...

Matérias mais vistas