Páginas

sexta-feira, 18 de maio de 2018

8 SUSPEITOS DE PARTICIPAR DA MORTE DO CAPITÃO OLIVEIRA SÃO MORTOS EM CONFRONTO COM A POLÍCIA, UM ESTAVA EM PAULO AFONSO

Na madrugada desta sexta-feira (18), três pessoas foram presas e outras oito morreram em confronto com a Polícia Civil de Sergipe em uma operação deflagrada para prender os suspeitos de envolvimento na morte do Capitão Oliveira, executado a tiros no dia (04) de abril deste ano, dentro de um veículo em uma estrada do município de Porto da Folha (SE). A operação ocorreu nos estados de Sergipe e Bahia.
De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Sergipe (SSP-SE), a operação foi coordenada pelo Complexo de Operações Policiais Especiais (Cope), que se baseou nas informações checadas através do número 181 e investigação policial. Dos oito mortos, dois foram no Bairro Santa Maria, em Aracaju (SE), dois em Poço Redondo (SE), um em Paulo Afonso (BA), dois em Barreiras (BA) e mais um em Pedro Alexandre (BA).
Ainda segundo a SSP, a ação contra o comandante da Caatinga mantém relação com um trabalho que combate a pistolagem na região Norte da Bahia e Alto Sertão de Sergipe. “A operação aconteceu em setembro de 2017 e prendeu um trio relacionado com o crime de pistolagem na Bahia, Sergipe e Alagoas e tinha como foco em Pedro Alexandre, na Bahia”, diz a nota.
A polícia também acredita que o grupo tenha envolvimento com as mortes do presidente da Câmara Municipal de Carira, Jailton Martins, um vereador de Poço Redondo e um ex-prefeito do município de Pedro Alexandre, na Bahia. “Eram pessoas muito perigosas e todas identificadas. A operação continua e haverá desdobramentos em todo o final de semana, possivelmente na próxima segunda-feira”, disse o assessor de comunicação da SSP, Lucas Rosário.
O Povo com a Notícia

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Raquel Lyra é recebida com entusiasmo por população de Jaboatão dos Guararapes

  Em Jardim Piedade, pré-candidata falou sobre infraestrutura dos bairros e ações sociais A pré-candidata ao governo de Pernambuco, Raquel L...

Matérias mais vistas