Páginas

quarta-feira, 2 de maio de 2018

Coluna do blog desta quarta-feira

Fernando Filho está preparado para exercer qualquer cargo 
Eleito deputado federal em 2006 com apenas 22 anos, Fernando Filho em apenas doze anos de carreira política construiu uma trajetória que nem todo político tarimbado conseguiu trilhar. Já no terceiro mandato de deputado federal, todos eles com votações expressivas, acima dos 110 mil votos, Fernando já foi líder de partido, o que deu a ele uma grande dimensão política e encerrou uma extraordinária passagem pelo complexo ministério de Minas e Energia sendo amplamente reconhecido pelos membros do setor tanto no Brasil quanto no exterior.
Em 2012 foi candidato a prefeito de Petrolina, sua cidade natal, e terminou em segundo lugar, cujo vitorioso foi o prefeito reeleito Julio Lossio, que estava bem-avaliado e acabou conquistando o segundo mandato. Apesar da derrota, Fernando Filho não diminuiu politicamente, tanto é que renovou seu mandato de deputado federal em 2014 e se consolidou nesta legislatura como uma das mais promissoras lideranças políticas do Brasil.
Atualmente filiado ao Democratas, Fernando representa a renovação do partido no âmbito nacional e local, sendo lembrado para compor a chapa majoritária da oposição, seja como candidato a vice-governador ou até mesmo como candidato a governador. A passagem pelo ministério serviu para mostrar que Fernando Filho tem envergadura para ocupar qualquer cargo no país e no estado, pois se preparou para isto, sendo um quadro técnico qualificado com o viés político de quem já foi experimentado e aprovado nas urnas, e de longe o quadro político abaixo dos 40 anos mais preparado de Pernambuco.
No momento em que a população requer nomes novos, preparados e ficha limpa, o nome de Fernando Filho surge como uma alternativa viável para as eleições deste ano pelo Palácio do Campo das Princesas. Com uma reeleição de deputado federal encaminhada e sem idade suficiente para disputar o Senado ou um cargo maior na república, ele estaria completamente talhado para liderar o projeto da oposição se o grupo comandado pelos senadores Armando Monteiro e Fernando Bezerra Coelho assim entender.
A oposição tem um nome legitimado para a disputa que é o senador Armando Monteiro, que tem envergadura, preparo e vontade de ser o candidato, mas se porventura ele por algum motivo declinar da incumbência e preferir a reeleição para o Senado, o nome de Fernando Filho estará no cardápio para enfrentar o governador Paulo Câmara em outubro.
Vice – Um importante membro da oposição sublinha que existem dois nomes com envergadura para compor a vice de uma eventual candidatura de Fernando Filho a governador. O primeiro seria André Ferreira, que está se alinhando com o Palácio e almeja ser candidato a senador, o segundo seria Silvio Costa Filho, que é um importante deputado estadual tendo sido com muita desenvoltura o líder da oposição.
Força – Desde que oficializou a entrada no PP que a deputada estadual Roberta Arraes só contabiliza apoios importantes. Ela já é vista como uma deputada que poderá passar dos 40 mil votos e se reeleger. No PSB mesmo que atingisse essa votação ela não teria a menor chance de vitória, uma vez que a conta segura da chapa socialista é 50 mil votos.
Dúvida – A grande dúvida da eleição é a candidatura ou não de Marília Arraes a governadora. Bem posicionada nas pesquisas, Marília tem dentro do PT um grande adversário do seu projeto que é o senador Humberto Costa que nunca conseguiu ser governador e não admite em hipótese alguma que outro nome do partido tenha a menor chance de ser.
Zona Franca – Projeto do empreendedor social e pré-candidato a senador pela Rede Sustentabilidade Antonio Souza, a Zona Franca do Sertão vem ganhando apoio de todos os lados. O projeto, semelhante à Zona Franca de Manaus, atrairia empresas e indústrias de todo o Brasil para o semiárido nordestino, e poderia gerar milhares de empregos no Sertão ajudando a desenvolver economicamente a região.
RÁPIDAS
Sujando – O Partido Verde em Pernambuco, que sempre se coloca como paladino da ética, recebeu a filiação de um nome mais sujo do que pau de galinheiro, que é o ex-prefeito do Cabo de Santo Agostinho, Vado da Farmácia. O ex-gestor responde a uma série de processos, inclusive criminais, e ainda assim quer ser deputado estadual pelo PV.
Macambira – Tradicional festa junina que reúne a classe política em Caruaru, o Forró da Macambira liderado pelo ex-governador João Lyra Neto não teve a sua edição em 2017 e até o presente momento não há informações de que a tradicional festividade irá ser retomada este ano.
Inocente quer saber – A oposição desistiu de ter o MDB na coligação em outubro?

Do Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

CONFIRA O NÚMERO DE VOTOS DOS CANDIDATOS QUE RESIDEM NA REGIÃO

 Pelo menos 14 candidatos que residem em Santa Cruz do Capibaribe, Toritama, Taquaritinga do Norte e Brejo da Madre de Deus, todas localiza...

Matérias mais vistas