Páginas

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Edson Vieira bate pesado em Diogo Moraes, reafirma que não vota em Armando Monteiro e diz: 'Alessandra Vieira tem capacidade, trabalho e é conhecida na região'

O prefeito Edson Vieira concedeu uma quente entrevista na manhã desta quinta-feira ao programa Rádio Debate, da Polo FM. Edson falou sobre temas polêmicos, fez duras críticas ao deputado estadual Diogo Moraes e defendeu o projeto de pré-candidatura a deputada estadual da primeira dama Alessandra Vieira. 

Edson revelou que não cogita a possibilidade de votar em Armando Monteiro Neto, caso o mesmo seja candidato ao governo do estado e disse ainda que tem recebido sondagens de pessoas ligadas ao governador Paulo Câmara, de quem ele está distante politicamente há alguns meses. “Zé Augusto é meu adversário político. Não temos diálogo, conversa… Armando, sendo apoiado por Zé, ele estará num canto, eu em outro. Não há possibilidade de estarmos juntos. Já recebi convites pra conversar com o governador, agora pouco... Vamos esperar como vai ficar esse quadro”. 

O tucano aproveitou a oportunidade para responder ao deputado estadual, Diogo Moraes. Para ele, o rompimento político com o socialista, foi “consequência de vários fatores”, que envolvem falta de atenção por parte do parlamentar e distanciamento com a administração pública municipal. Edson lembrou que o parlamentar não fez qualquer pronunciamento quando Dimas Dantas tomou posse no Lafepe, nem quando aliados da gestão foram exonerados de cargos estaduais. 

Expondo mágoas que até então estavam sendo mantidas ‘represadas’, Edson disse que há anos Diogo não participa dos principais atos públicos do município, como as festividades de emancipação política e fez questão de tratar o deputado como o líder de uma ala dissidente do grupo Taboquinha. 

O prefeito foi questionado sobre o lançamento da pré-candidatura de Alessandra Vieira para deputada estadual. De acordo com ele, ‘ser sua esposa, foi o último motivo’, para escolha. Ele disse que a primeira dama tem ‘capacidade, trabalho e é conhecida na região’, citando as cidades de Vertentes, Frei Miguelinho, Jataúba, Brejo, Taquaritinga, Santa Maria do Cambucá, além de Santa Cruz, como locais de supostos bons apoios. 

Para finalizar, Edson disse que construção do Ambulatório Médico Especializado (AME) Mulher, não foi feito por que recursos do estado, advindo do FEM, ainda não foram liberados. Já sobre a cobertura da Central de Feiras, ele garantiu que Diogo havia se comprometido em fazer o projeto, ‘enganando a população’. Durante entrevista, esta semana à Rádio Polo, Diogo disse que faltou competência ao prefeito para realizar um projeto, que viabilizaria a verba estadual.


Com informações da redação, com o Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Famílias do Agreste Meridional recebem kits do programa Pernambuco que Alimenta

  Iniciativa estadual tem o objetivo de enfrentar a insegurança alimentar e nutricional por meio da destinação de gêneros alimentícios adqui...

Matérias mais vistas