Páginas

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Deputados aprovam PEC que beneficia Guarda Municipal

O Plenário da Alepe aprovou, nessa terça, a Proposta de Emenda à Constituição que inclui as Guardas Municipais no Sistema de Segurança Pública do Estado de Pernambuco. A iniciativa, do deputado Joel da Harpa, do PP, é uma forma de reconhecer o trabalho dos profissionais na garantia da segurança pública.
“Então, é importantíssimo esse projeto e essa inclusão das guardas municipais, porque esses bravos e bravas guerreiros já fazem esse trabalho, mas agora essa Casa, de uma forma unânime acredito, hoje irá estabelecer de uma vez por todas, essa guarda municipal na nossa construção do Estado.”
A proposta foi aprovada em primeira discussão com trinta e dois votos favoráveis. O deputado Odacy Amorim, do PT, também defendeu a medida.
“Tem o meu apoio, acredito tem um apoio aqui de todos os deputados essa primeira discussão, de maneira que eu parabenizo a Guarda Municipal de todo o estado de Pernambuco por vir aqui e digo que eu acredito.”
O deputado Edilson Silva, do PSOL, se posicionou favorável à proposta, mas afirmou que o tema deveria ter sido discutido com mais profundidade em outras comissões da Casa. Augusto César, do PTB, disse que o resultado foi merecido, já que a categoria expõe a própria vida para defender o patrimônio público. Isaltino Nascimento, do PSB, encaminhou o voto favorável por parte da bancada governista e o deputado Sílvio Costa Filho, do PRB, comemorou que a matéria tenha unido parlamentares do Governo e da Oposição.
Júlio Cavalcanti, do PTB, denunciou descaso do poder público com a educação da tribo indígena Xukuru, do município de Pesqueira, no Agreste Central. O deputado pediu que o Governo do Estado pague os salários atrasados dos servidores da educação lotados em escolas instaladas na aldeia.
“O Governo de Pernambuco está violando os direitos desse povo que, há décadas, luta por respeito, dignidade, valorização da sua cultura e o direito sagrado à terra, à saúde e à educação.”
A possível aliança entre PT e PSB para as próximas eleições em Pernambuco foi alvo de críticas do deputado Álvaro Porto, do PTB. Ele apontou incoerências na eventual união de nomes como Jarbas Vasconcelos e Humberto Costa, que eram adversários políticos, segundo Porto.
“ E  em nome da construção desse arranjo – manifestamente eleitoreiro – tem-se visto e ouvido uma avalanche de incoerências e contradições que agridem a inteligência e a memória até do mais desligado eleitor.”
Eriberto Medeiros, do PP, saudou a New York State Nurses Association, uma associação norte-americana de enfermeiros que luta pela implantação do Sistema Único de Saúde nos Estados Unidos. Representantes da entidade visitaram a Alepe, nessa terça.
A política habitacional da prefeitura do Recife recebeu críticas do deputado Edilson Silva, do PSOL. O parlamentar considera absurda a diferença entre os investimentos realizados em propaganda institucional e na construção de moradias populares.
“R$ 162 milhões com publicidade. R$ 162 milhões, desde 2013! Com habitação, com construção de habitacionais, no mesmo período, a prefeitura gastou 23 milhões. Não está errado, é isso mesmo.”
O parlamentar disse que os dados foram retirados do Portal da Transparência e cobrou soluções para o problema.  

Do Didi Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

É SÁBADO NA VILA DO PARÁ O ENCERRAMENTO DAS QUADRILHAS 2018

Venha participar você  também do encerramento do São João Izais de Tilô e Zé Piqueno Inmemoria

Matérias mais vistas