Páginas

quarta-feira, 27 de junho de 2018

“Entrega o cargo ou eu tiro”, diz prefeito Lero, sobre secretários que apoiarem Armando Monteiro

Fotos: Thonny Hill.
Com declarações contundentes, o prefeito de Taquaritinga do Norte, Ivanildo Lero (PR), deixou claro que ‘secretário que não seguir o projeto do governo municipal, em relação à escolha do candidato ao governo do estado, não ficará no cargo’. As afirmações foram dadas durante o programa Rádio Debate, dessa quarta-feira (27).
As declarações surgiram após indícios de que os ex-prefeitos Evilásio Araújo e Zeca Coelho (atuais secretários municipais) estariam caminhando para o palanque oposicionista, liderado por Armando Monteiro Neto (PTB). Recentemente, ambos estiveram ao lado do vice-prefeito, Gena Lins (PSDB), com o pré-candidato majoritário e o deputado federal, Bruno Araújo (PSDB).
Gena saiu recentemente do PSB e filiou-se ao PSDB, declarando em definitivo seu apoio ao projeto oposicionista. Em contato com o Blog o Ney Lima Evilásio Araújo, disse não ter definido ainda, o seu apoio para o governo do estado.

“Sempre que tinha conversado com ele (Gena), já sentia que não ia votar em Paulo Câmara. Eu já tinha falado ao deputado, Diogo Moraes, mas não sabia o motivo”, falou Lero, acrescentando que Gena ‘seria o único, dentro do grupo, com liberdade para apoiar Armando Monteiro’.

“Ele é o vice-prefeito. Qualquer outro, sendo secretário ou cargo comissionado, que seja nomeado pelo prefeito, tem como grupo e nosso projeto político, realmente acompanhar o grupo, os candidatos do prefeito. Isso é indiscutível”, falou.

Questionado qual seria o caminho para quem não tivesse a mesma linha de pensamento, foi direto.

“Tem duas opções, entrega o cargo ou eu tiro”, pontuou.

Ele tem que decidir – Em relação ao presidente da Câmara de Vereadores, Eraldo da Pedra Preta, o prefeito disse não saber ainda qual o caminho que ele seguirá. Mesmo reconhecendo que não poderá mudar, diz que o vereado precisa decidir.
Autoritarismo? – Lero negou que suas posições estejam sendo de um gestor autoritário. Para ele, o grupo está entendendo que tem um líder e que precisam seguir um alinhamento. Ele também disse não ter medo de possíveis retaliações por parte do vice-prefeito.
Administração – Para quantidade de receitas disponíveis, o prefeito garante que o município caminha bem.

“Sempre vai faltar algo, mas o governo tá andando, as coisas estão acontecendo”, fala, citando, entre outras coisas, que o município atualmente tem, em sua avaliação, investido mais em educação e com uma das secretarias de ação social mais atuantes da região.

 A entrevista completa, você confere no link a seguir.

Do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Cinco vereadores são afastados por suspeita de integrar esquema de 'funcionários fantasmas' em Pernambuco

Policiais civis cumprem mandados de busca e apreensão em operação que tem como um dos alvos a Câmara de Vereadores do Cabo de Santo Agost...

Matérias mais vistas