Páginas

domingo, 3 de junho de 2018

Santa Cruz vence a Juazeirense e entra no G4

Era pra ser uma vitória fácil e sem muito esforço, porém o Santa Cruz parece gostar de dramaticidade. Em jogo de tempos distintos, o time pernambucano venceu a Juazeirense/BA pelo placar de 1×0, e entrou no G4 do Grupo A, do Campeonato Brasileiro da Série C. No partida que marcou a estreia da nova camisa tricolor, o gol da vitória coral foi anotado por Robinho, em uma primeira etapa elogiável dos comandados do técnico Roberto Fernandes.
O Santa Cruz iniciou a partida do jeito que o torcedor coral pede. Em casa, foi pra cima do adversário e foi superior durante toda a primeira etapa. Antes dos cinco minutos já havia assustado a meta da Juazeirense em duas oportunidades. Uma com Arthur Rezende, em belo chute de fora da área, e em seguida com Augusto, após cruzamento de Allan Vieira. Aos oito, perdeu Valdeir, lesionado. Em seu lugar, entrou Fabinho Alves, que infernizou o lado direito defensivo do time baiano.
E foi do pé do camisa 11 que iniciou a jogada do gol coral. Depois de bela jogada aos 30, Fabinho tocou para Arthur Rezende. O jogador de meio de campo girou em cima da marcação e rolou para Robinho, na direita. O artilheiro do Santa no ano soltou a bomba de primeira, sem dar chances para o goleiro Tigre, fazendo a festa dos poucos torcedores que compareceram ao Arruda. A Juazeirense só assustou o Tricolor em um chute de Toni Galego, defendido por Tiago Machowski.
Na volta do intervalo, o Santa Cruz deixou o bom futebol apresentado na primeira etapa no vestiário, e o que era um jogo fácil, ganhou tom de dramaticidade. Com a chuva que caía sobre o Arruda, o confronto ficou pegado, e muitos cartões foram distribuídos. Entre eles, dois para Allan Vieira, seguido de vermelho, que deixou os donos da casa com um a menos em campo, dando esperanças aos visitantes.
Nervoso em campo, o Tricolor tinha dificuldades para produzir e se segurava na defesa. Apostando na individualidade de Fabinho Alves, aos 32, Santa teve a chance de matar a partida. O atleta que saiu do banco fez mais uma boa jogada, obrigando Tigre a fazer grande defesa. No rebote, Robinho ficou com a faca e o queijo nas mãos, mas finalizou fraco, para tranquila defesa do arqueiro baiano. Foi a última grande oportunidade do time pernambucano. Após o lance, a Juazeirense fez uma blitz na área coral. Mesmo com sete minutos de acréscimos, saiu de mais um duelo sem anotar gols fora de casa nesta Série C
Do Didi Galvão

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Pesquisa Ipec: Marília, 34%, Raquel, 15%, Miguel, 13%, Danilo, 13%, Anderson, 11%

  Pesquisa Ipec divulgada há pouco, encomendada pela Globo, mostra que Marília Arraes (Solidariedade) se manteve na liderança da disputa, co...

Matérias mais vistas