Páginas

sábado, 23 de junho de 2018

Transplantados renais e os cuidados no Inverno

Foto: Divulgação

O inverno está chegando e com ele cresce a preocupação dos pacientes renais transplantados. Os cuidados devem ser redobrados para evitar a rejeição do órgão, pois os medicamentos utilizados reduzem a defesa do sistema imunológico. É que neste período de temperaturas baixas aumentam os riscos de contrair doenças como: resfriados, gripes e até pneumonia. 

O alerta é da enfermeira de transplantes Denise Bizzi Guterres, da Fundação Pró-Rim, referência no tratamento e transplantes renais.

A profissional explica que após seis meses do transplante renal o paciente deve receber novamente todas as vacinas, incluindo a do vírus da gripe. Porém, as vacinas variam conforme cada caso e, para isso, o paciente terá que consultar seu médico para receber as orientações.

Entre os cuidados, segundo ela, algumas atitudes simples que certamente vão ajudar. Confira as recomendações para que os pacientes transplantados enfrentem o inverno com mais segurança:

1. Evite proximidade com pessoas gripadas.

2. Lave as mãos com água e sabão ao entrar e sair de locais públicos como ônibus e restaurantes. Repita o gesto em todos os ambientes, no trabalho ou em casa diversas vezes ao dia.

3. Alimente-se bem, adotando uma dieta rica em frutas, verduras e legumes.

4. Ao sentir-se resfriado, procure um médico evitando assim, que a doença progrida ao longo dos dias.

5. Evite lugares fechados com grande concentração de pessoas como ônibus, cinemas, shoppings etc.

6. Mantenha a casa ventilada, evitando, porém, corrente de ar.

7. Procure hidratar-se bem, ingerindo água e sucos de frutas.

8. Agasalhar-se conforme temperatura e proteger-se da chuva.

9. Mantenha a prática de exercício físico habitual, mas em situações de frio intenso evite fazer exercício ao ar livre.

Sobre a Fundação Pró-Rim (www.prorim.org.br): Referência nacional no tratamento e no transplante de rins, a Fundação Pró-Rim é uma entidade filantrópica com 30 anos de atuação. Possui unidades de hemodiálise em Santa Catarina e Tocantins e atende pacientes renais crônicos de todo o Brasil. Pioneira nos transplantes renais em Santa Catarina, sua equipe está entre as que mais realizam transplante no país. Já ultrapassou a marca de 1500 transplantes renais, é a primeira instituição de nefrologia do mundo a receber a certificação internacional Qmentum e a primeira unidade de hemodiálise do Estado a receber o nível máximo de Qualidade da Organização Nacional de Acreditação (ONA – Nível 3). Recebeu o Prêmio Empreendedorismo Social pela Folha de S. Paulo e foi eleita pelo nono ano consecutivo pelo Guia Você SA como uma das 150 melhores empresas para se trabalhar no Brasil.

Do Assis Ramalho - Visual Press Comunicação

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Cinco vereadores são afastados por suspeita de integrar esquema de 'funcionários fantasmas' em Pernambuco

Policiais civis cumprem mandados de busca e apreensão em operação que tem como um dos alvos a Câmara de Vereadores do Cabo de Santo Agost...

Matérias mais vistas