Páginas

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Coluna do blog desta quarta-feira

Chegada de Gleisi Hoffmann cria nova expectativa sobre quadro eleitoral no estado
A presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffman, chega nesta quarta-feira para uma série de reuniões com atores importantes da política estadual que poderão determinar o desfecho de um quadro mais cristalino do processo eleitoral. Os números obtidos por Marília Arraes nas pesquisas conferiram a ela o papel de protagonista no processo pré-eleitoral, podendo afirmar que o cenário com ela na disputa será um, mais desfavorável ao governador Paulo Câmara, e se porventura ela ficar de fora, o cenário será outro, com um quadro mais tranquilo para o projeto de reeleição do PSB.
Na esteira das definições relacionadas ao PT, cujo prazo estipulado foi dia 27 deste mês, teremos uma pesquisa eleitoral da Datamétrica, que trará no próximo dia 15 uma fotografia do cenário, que já sedimentou a entrada dos Ferreiras na oposição e a definição de que Mendonça Filho será candidato a senador e não a governador como estava sendo apresentado em alguns questionários. Isso vai permitir saber qual foi o ganho eleitoral de Armando Monteiro e seu potencial na disputa com essas adesões.
O mesmo levantamento estará avaliando os dois cenários possíveis, que é o com Marília Arraes no páreo, e o que se apresenta sem a petista na jogo, o que vai permitir identificar o peso da decisão do PT no processo eleitoral, podendo valorizar o passe do partido na aliança com o PSB, ou até mesmo consolidar de vez a candidatura de Marília como um projeto que tem começo, meio e fim, permitindo ao partido uma chance efetiva de chegar em voo solo ao Palácio do Campo das Princesas.
Os próximos dias servirão de muitas articulações e muito jogo de cintura entre os principais envolvidos no processo eleitoral, uma vez que a composição das chapas majoritárias dependem fortemente do quadro que será colocado através da decisão do caminho do PT. Com um quadro completamente aberto, as decisões tomadas até o final do mês darão um esboço da viabilidade de cada postulante no processo eleitoral e serão determinantes para poder afirmar quem terá chances de vitória em outubro.
Clarissa Tércio – A pré-candidatura de Clarissa Tércio a deputada estadual vem se consolidando como uma das mais competitivas na chapa do PSC. Atrelada a Assembleia de Deus do Recife, Clarissa também tem projetos evangelizadores tanto nas cruzadas que realiza como na Rádio  Novas de Paz, líder de audiência no estado. Clarissa é uma das grandes apostas do PSC para chegar a Alepe em outubro.
Incisivo – Conhecido pelo estilo comedido, o senador Armando Monteiro decidiu adotar uma postura mais incisiva em relação ao governador Paulo Câmara. Ontem, gravou um vídeo nas redes sociais atacando a política de segurança do governador e a sua postura no comando de áreas importantes no estado. Se continuar assim, Armando poderá conquistar mais adeptos entre os que desaprovam o governador.
Novas cidades – Está na pauta do plenário da Câmara de Deputados, nesta quarta-feira (11), o projeto de lei que permite a criação de novos municípios. Em regime de urgência, o projeto tem sido alvo da preocupação dos órgãos de controle e até da equipe econômica do Governo Federal. O procurador Cristiano Pimentel, do Ministério Público de Contas de Pernambuco (MPCO), considera inadequado discutir este assunto às vésperas da campanha eleitoral. “Parece ser uma proposta só para agradar as lideranças locais. O país não suportará, neste momento, mais estes custos com novos municípios. Só os novos cargos de prefeitos, vereadores e secretários custarão uma fortuna”, critica Cristiano Pimentel.
Reforço – Depois de conquistar o apoio de Debora Almeida, de São Bento do Una, Aglailson Victor ganhou mais um importante apoio para sua campanha rumo a Assembleia Legislativa de Pernambuco. O ex-deputado e prefeito de Macaparana, Maviael Cavalcanti, oficializou o apoio a Victor, que tem todas as condições de ser um dos mais votados das eleições deste ano.
RÁPIDAS
Bruno Araújo – Com o anúncio de que o PSDB ficará com a vaga de senador na chapa de Armando Monteiro, o nome de Bruno Araújo ficou praticamente sacramentado para o posto, uma vez que ele é quem possui a maior envergadura do partido para a chapa majoritária. Se Bruno confirmar a candidatura ao Senado será a sua primeira disputa majoritária.
Vice – Já para o posto de vice de Armando, crescem as chances de Fred Ferreira ser o nome indicado pelo prefeito Anderson Ferreira para o posto, uma vez que André Ferreira será candidato a deputado federal e Manoel Ferreira disputará mandato de deputado estadual.
Inocente quer saber – Bruno Araújo decidiu ser candidato a senador na chapa da oposição?

Do Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

reação de Armando Monteiro contra Paulo Câmara e empate no 2º turno

Nova rodada da pesquisa Ibope, divulgada nesta segunda-feira (17) pela TV Globo, mostra que o candidato da Frente Popular de Pernambuco, ...

Matérias mais vistas