Páginas

domingo, 22 de julho de 2018

SP faz 3 no Corinthians com "olé" e falha de Cássio e segue na cola do Fla


 erro



O São Paulo continua na cola do Flamengo. Depois de ver os rubro-negros vencerem o clássico no Maracanã, o time tricolor fez o mesmo no Morumbi e levou a melhor sobre o Corinthians, em duelo disputado nesta fria noite de sábado (21), pela 14ª rodada do Campeonato Brasileiro. De tanto insistir pelo alto, os comandados de Aguirre conseguiram superar a defesa alvinegra e, com um gol de Anderson Martins de cabeça, abriram o placar no Majestoso, já na etapa final. Depois, Reinaldo marcou duas vezes - um deles com falha de Cássio - para confirmar a vitória por 3 a 1 - Jonathas descontou no fim.
Desta forma, o São Paulo – que vence a quarta partida consecutiva – segue a apenas um ponto do Flamengo, assim como começou a rodada: são 30 pontos dos cariocas contra 29 dos paulistas. Já o Corinthians perde a chance de ao menos dormir no G-6 e estaciona nos 19 pontos, ficando, por enquanto, no oitavo lugar.
O Corinthians volta a campo na quarta-feira (25), quando recebe o Cruzeiro na Arena Corinthians. O São Paulo joga um dia depois: na quinta (26), visita o Grêmio em Porto Alegre.
O melhor: Reinaldo
Marcello Zambrana/AGIF
Foi escalado por Diego Aguirre para atuar de forma mais ofensiva. E deu certo. Participou muito bem das jogadas de ataque e deixou a sua marca duas vezes. Saiu de campo ovacionado pela torcida.
O pior: Jonathas
Jonathas teve neste sábado a primeira oportunidade para jogar como titular no Corinthians. Mas, apesar do gol, não correspondeu, especialmente na etapa inicial. Além de perder uma clara chance de gol, o atacante demonstrou, ao menos duas vezes, uma enorme dificuldade para dominar a bola (como no vídeo acima).
Nenê estreia a 10 e levanta a torcida
O clássico deste sábado foi o primeiro de Nenê com a camisa 10 do São Paulo. Ele pegou o número após a venda de Cueva para o Krasnodar da Rússia e anunciou a troca na última sexta-feira. E sua atuação no primeiro tempo do Majestoso foi digna da camisa. O meia organizou as melhores ações ofensivas do Tricolor e levantou a torcida com seus dribles - incluindo chapéu em Romero - e em uma falta perigosa que parou em defesa de Cássio.
Hudson volta a ser capitão e vai bem no duelo com Rodriguinho
Marcello Zambrana/AGIF
O volante usou a braçadeira durante boa parte da Copa Libertadores da América de 2016, quando passou a ser chamado de "capitão" por alguns antigos companheiros, como o argentino Jonathan Calleri. Com a ausência do suspenso Sidão, dono do posto na passagem de Aguirre pelo clube, Hudson voltou a ter a função em campo. Ele costuma pedir a palavra nas rodas no vestiário. Já durante a partida, se mostrou muito ligado e participativo, conseguindo combater e ganhar a maioria dos lances de Rodriguinho e ainda aparecer na área para finalizar.
A Lei do Ex, mais uma vez
Marcello Zambrana/AGIF
Se no meio da semana foi o ex-flamenguista Everton o responsável por dar ao São Paulo a vitória sobre o time carioca, neste sábado foi a vez de Anderson Martins abrir o placar e ajudar o Tricolor a vencer a sua ex-equipe – o zagueiro defendeu o Corinthians em 2014.
SP não perdoa falhas e 'mata' o jogo
Um recuo errado de Gabriel (de cabeça para trás) resultou no segundo gol do São Paulo. Cássio precisou sair do gol e, em seguida, Reinaldo finalizou duas vezes para mandar para as redes - a segunda de cobertura. Depois, foi a vez do lateral chutar de fora da área e Cássio aceitar.
Aguirre arruma tempo até para testar novatos do time
Marcello Zambrana/AGIF
Quando o São Paulo chegou aos 3 a 0, Aguirre tirou Nenê e lançou Gonzalo Carneiro na partida. O uruguaio de 22 anos está no clube desde abril e, recuperado de problema no púbis, pôde atuar pela primeira vez. Depois, ele sacou Edimar, desgastado, e lançou Luan. O garoto tem 19 anos e é volante. Ele foi promovido devido à suspensão de Jucilei. Com a entrada do jovem, Reinaldo voltou à lateral.
São Paulo tem seu melhor público da temporada
Com 58.624 torcedores no Morumbi, o São Paulo quebrou seu recorde de público na temporada. A marca anterior pertencia, inclusive, a outro clássico contra o Corinthians, mas pelo Campeonato Paulista. Na ocasião, o Tricolor venceu a primeira semifinal por 1 a 0 diante de 42.830 pessoas. Já no ranking do Brasileirão, o público deste sábado é o segundo maior, atrás apenas do clássico Fluminense x Flamengo, vencido por 2 a 0 pelos rubro-negros em 7 de junho, que foi disputado diante de 59.987 torcedores no Maracanã.
Cássio mais uma vez para Diego Souza. Mas só ele
Personagens que ficaram marcados especialmente pelo lance na Libertadores 2012, em que Cássio evitou um gol quase feito de Diego Souza em jogo entre Corinthians e Vasco, ambos voltaram a se encontrar neste sábado. E, apesar do resultado, mais uma vez deu Cássio. No primeiro duelo entre os dois, Diego Souza teve o gol inteiro pela frente em chute da entrada da área, mas mandou na mão do goleiro. Depois, mesmo em lance que já estava em impedimento, o goleiro fez milagre em finalização à queima-roupa do camisa 9 do São Paulo. Para fechar, Diego até foi bem em cobrança de falta, mas parou na trave.
Jonathas desconta, mas já era tarde
Marcello Zambrana/AGIF
Em sua estreia, Jonathas fez o gol de honra do Corinthians, já aos 45min. Ele recebeu bola pelo alto, dominou dentro da área (tricolores reclamaram de mão) e finalizou por cima de Jean. Mas já era tarde para iniciar uma reação.
Dia (não tanto) especial para Marquinhos Gabriel
Aniversariante do dia, Marquinhos Gabriel – que faz 28 anos de idade neste sábado – completou sua 100ª partida com a camisa do Corinthians. O meia-atacante foi uma das novidades de Osmar Loss para o clássico, mas além da derrota teve atuação discreta no clássico.
E lá se vai Rodriguinho...
A partida contra o São Paulo foi a última de Rodriguinho com a camisa do Corinthians. O clube acertou a venda do meia para o Pyramids, do Egito, mesmo time que recentemente contratou o atacante Keno, ex-Palmeiras, e o técnico Alberto Valentim, ex-Botafogo.
SÃO PAULO 3 X 1 CORINTHIANS
Local: Estádio do Morumbi, em São Paulo (SP)
Data: 21 de julho de 2018, sábado
Horário: 21 horas (de Brasília)
Árbitro: Marcelo de Lima Henrique (RJ)
Assistentes: Michael Correia (RJ) e Silbert Faria Sisquim (RJ)
Público: 58.624 torcedores
Renda: R$ 2.186.542,00
Cartões amarelos: Ángel Romero, Rodriguinho, Cássio, Gabriel, Pedro Henrique e Henrique (Corinthians); Luan (São Paulo)
Gols: Anderson Martins, aos 10min, Reinaldo, aos 24 e 36min, e Jonathas, aos 45min do 2º tempo
SÃO PAULO
Jean; Éder Militão, Arboleda, Anderson Martins e Edimar (Luan); Hudson (Lucas Fernandes), Liziero e Nenê (Gonzalo Carneiro); Joao Rojas, Reinaldo e Diego Souz
Técnico: Diego Aguirre
CORINTHIANS
Cássio; Fagner, Pedro Henrique (Léo Santos), Henrique e Danilo Avelar; Gabriel, Renê Júnior (Jadson), Romero, Rodriguinho e Marquinhos Gabriel (Clayson); Jonathas
Técnico: Osmar Loss

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Edson Vieira vistoria obras de pavimentação em Santa Cruz do Capibaribe

O prefeito de Santa Cruz do Capibaribe, Edson Vieira (PSDB), esteve na manhã desta quinta-feira (16), vistoriando obras de calçamento...

Matérias mais vistas