Páginas

domingo, 21 de outubro de 2018

Ibama impede captura diária de até 64 mil aves em rota migratória no sertão da PB

Foto: Ibama
Foto: Ibama
Brasília (10/10/2018) – Operação de combate à caça e ao tráfico de arribaçãs (Zenaida auriculata) iniciada pelo Ibama no fim de setembro impediu a captura diária de pelo menos 64 mil aves em rota migratória no sertão da Paraíba. Agentes ambientais apreenderam e incineraram 16.130 armadilhas, cada uma com capacidade para aprisionar 4 pássaros por dia.
As multas aplicadas durante a Operação Migratorius II totalizam R$ 96,5 mil. Trinta e duas aves silvestres recolhidas com vida pela equipe de fiscalização foram devolvidas à natureza.
As operações de fiscalização na região foram intensificadas para evitar a matança de espécies e assegurar o ciclo reprodutivo.
A arribaçã é uma ave migratória de dorso pardo, com duas faixas negras nas laterais da cabeça e manchas nas asas. Nesta época do ano, a espécie faz ninhos diretamente no solo da caatinga, em áreas chamadas de pombais, que chegam a ter 12 km² de extensão, com 3 a 4 ninhos por m². Este hábito torna a arribaçã uma presa fácil para caçadores.

Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) relacionados:

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

PRF apreende adolescente com 44 pássaros silvestres em Recife

  Três aves morreram durante transporte na mala de um carro Um adolescente de 16 anos que transportava 44 pássaros silvestres foi apreendido...

Matérias mais vistas