Páginas

terça-feira, 13 de setembro de 2022

Miguel mostra desenvoltura em sabatina da TV Globo e apresenta propostas para Pernambuco virar a página do PSB

 


Foto: Max Brito 

A TV Globo iniciou, nesta segunda (12), uma série de entrevistas especiais com os candidatos a governador de Pernambuco. O primeiro a enfrentar a sabatina foi Miguel Coelho, do União Brasil. Com postura propositiva e segurança na fala, o candidato a governador detalhou seu programa do governo e soluções para a crise socioeconômica que deixou Pernambuco entre os estados com maior taxa de desemprego e miséria no Brasil.

Miguel iniciou a entrevista falando sobre saúde pública. O ex-prefeito de Petrolina lamentou a precariedade e superlotação da rede hospitalar do estado. O candidato disse que pretende, no início de governo, reformar os principais hospitais, a exemplo do Restauração. Além disso, Miguel se comprometeu a construir 5 novas unidades hospitalares, 8 maternidades e 12 centros de diagnósticos no Sertão, Agreste, Mata e Região Metropolitana.

“Um desses hospitais ficará em Ipojuca; o outro, em São Lourenço da Mata; e mais um aqui nas proximidades do Recife; um no Agreste, para atender aquela parte mais populosa, como também no Sertão do estado. Petrolina é a única macrorregião que não tem hospital regional e vamos corrigir isso”, adiantou sobre a implantação de novos hospitais para descentralizar o atendimento.

O candidato do União Brasil também tratou sobre investimentos para acabar com o rodízio ou falta de água e saneamento. Miguel acrescentou que a concessão da Compesa vai acelerar os investimentos para ampliar o acesso da população ao abastecimento de água e tratamento de esgoto. “Para que Pernambuco possa universalizar água e esgoto, são necessários R$ 17 bilhões. No ritmo do PSB, a gente só vai bater isso em 2050. Isso é desumano, é condenar as pessoas e as gerações futuras à uma situação degradante”, explicou.

Miguel ainda reforçou o compromisso de reduzir os impostos da água, energia, além de isentar a cobrança de IPVA para carros com mais de 10 anos de uso e motos de até 160 cilindradas. O ex-prefeito de Petrolina afirmou que o governo do PSB arrecada muito, mas não transforma recurso em investimento, conseguindo o feito de inverter o status de Pernambuco, que já foi referência em desenvolvimento e agora amarga indicadores de fome e miséria. “Metade da nossa população passa por insuficiência alimentar e o estado dando de ombros, não se importando com essa situação difícil do cidadão”, afirmou.

Na entrevista à TV Globo, Miguel reiterou que vai enfrentar os problemas no transporte coletivo da Região Metropolitana a partir da estadualização do metrô e da reestruturação do sistema de ônibus. Ao criticar o consórcio Grande Recife, o candidato lembrou a falta de fiscalização que termina beneficiando os empresários do setor de transportes. 

Antes de encerrar, o ex-prefeito assegurou que sua candidatura é a única que representa a mudança de verdade. “Petrolina é a melhor cidade para se viver do Nordeste, a que mais gera emprego em Pernambuco. Com a sua confiança e com o seu voto, quero transformar Pernambuco no melhor estado”, finalizou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Pesquisa Ipec: Marília, 34%, Raquel, 15%, Miguel, 13%, Danilo, 13%, Anderson, 11%

  Pesquisa Ipec divulgada há pouco, encomendada pela Globo, mostra que Marília Arraes (Solidariedade) se manteve na liderança da disputa, co...

Matérias mais vistas