Páginas

quarta-feira, 9 de novembro de 2022

'Patriota' explica como e por quanto tempo ficou pendurado em caminhão

 Vídeo do 'patriota do caminhão' sendo carregado por quilômetros, agarrado ao limpador do para-brisas, viralizou nas redes sociais

Há cerca de seis dias a internet se diverte com o meme do ‘Patriota do Caminhão”. O manifestante bolsonarista ganhou fama nas redes sociais após viralizar em um vídeo onde foi flagrado agarrado ao pára-brisas de um veículo. Junior Peixoto, 41 anos, percorreu cerca de 6km pendurado no caminhão e afirmou, em entrevista, que “estava certo de que iria morrer”.

De acordo com o empresário, o trajeto pelo qual foi carregado durou aproximadamente oito minutos. Uma pessoa, que estava à beira da estrada e presenciou a cena, registrou as imagens inusitadas e publicou na internet, o que foi suficiente para ativar a criatividade dos internautas. O motorista do caminhão que levou o bolsonarista também gravou o momento.

Entretanto, ao contrário da diversão gerada pelo vídeo, Peixoto afirma que a situação não teve nada de engraçado, pelo contrário, em algum momento, ele acredita que o caminhão tenha passado dos 100km/h, e isso o fez ficar assustado. "Quando o caminhão começou a desenvolver velocidade, eu estava certo que iria morrer. Estava convicto que aquele era o meu último dia de vida", revelou o empresário.

          Como tudo começou

Peixoto é morador de Caruaru, município de Pernambuco. O meme nasceu no feriado de Finados, na quarta-feira (2/11), em uma manifestação pró-Bolsonaro, na cidade pernambucana. Na ocasião, os manifestantes fecharam a BR-132, o que gerou congestionamento.

Devido às longas horas de protesto dos bolsonaristas, Peixoto afirma que decidiu ir até o local para levar água e refeição para os manifestantes. Ao chegar no local, os participantes estavam conversando sobre a desbloqueio de uma das faixas da via, para que caminhões com cargas perecíveis e carros de passeio pudessem passar, momento em que começaram a retirar as pedras e pneus que impediam a circulação na BR.

“Quando começaram a liberar eu escutei quando o motorista colocou a marcha no caminhão. Virei para ele e acenei. Eu estava a uma distância de 2 metros do caminhão e gesticulei pedindo um pouco de paciência”, explicou o empresário. Segundo Peixoto, o motorista do caminhão, aparentemente, não entendeu o pedido para esperar e pode ter pensado “que iria fechar a BR novamente, e aí ele acelerou”.

Como o “patriota” estava perto do caminhão e com as mãos levantadas gesticulando, ao ver que o motorista avançou e se aproximou, a reação imediata foi agarrar os limpadores do pára-brisa do veículo. "Graças a Deus que eu tive essa reação, porque hoje eu poderia estar morto. Ele acelerou a máquina para o meu lado e veio com tudo", contou ele à Folha de S. Paulo.

O que ocorreu com o “Patriota do Caminhão”?

De acordo com Junior Peixoto, não houve diálogo com o motorista do caminhão durante os quase oito minutos em que foi carregado, nem quando, finalmente, conseguiu descer. Mas, em dado momento do percurso, o empresário afirmou ter encarado o dono do veículo e perguntado se a intenção dele era o matar. "Fixei o olhar, por umas duas ou três vezes, e perguntei: ‘você vai me matar, não é?’. Acho que começou a pesar a consciência dele e ele começou a parar”, relatou.

Peixoto foi deixado em um trecho da estrada mais afastado da cidade. Após descer o pára-brisas do caminhão, o bolsonarista disse que voltou para casa de carona. Conforme a versão do empresário, o motorista não quis conversar quando parou o caminhão, falou apenas que não queria se envolver em confusão.

Ao chegar em casa, o eleitor do presidente Jair Bolsonaro (PL) não contou sobre o ocorrido para a esposa. A família de Peixoto tomou conhecimento do episódio no dia seguinte, quando o vídeo viralizou nas redes sociais. "Eu iria falar [com a família], mas gradativamente. Não iria dizer tudo de uma vez. Mas a internet não perdoa”, afirmou.

Com a repercussão, Peixoto confessa não ter ficado confortável e não acompanhou os memes criados pelos internautas. “Confesso que estou bastante assustado, porque este não é meu universo [redes sociais]. Me senti exposto. Inclusive, teve um site que divulgou meu nome e minhas mídias sociais”, lamentou, em entrevista à Folha de S. Paulo.

O motorista do caminhão ainda não foi identificado. 

Relembre o caso

O bolsonarista ficou pendurado em um caminhão durante as manifestações contra a vitória do candidato Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para presidente, no segundo turno das eleições. O assunto se tornou um dos mais comentados nas redes sociais nesta quinta-feira (3/11) e gerou uma série de memes.

Vou parar ali para você descer, você desce, beleza? Não quero confusão, velho, tô trabalhando. Saí da minha casa... tenho três filhos", diz o caminhoneiro no vídeo gravado por ele mesmo e divulgado nas redes sociais. Outros vídeos viralizaram na internet no mesmo dia, mostrando o bolsonarista sendo levado pelo caminhão por vários ângulos, e logo o tema gerou uma série de piadas nas redes sociais.

Os bloqueios ilegais de rodovias aconteceram em várias cidades brasileiras, realizados por bolsonaristas que não aceitam o resultado das eleições e pediam intervenção militar, como estratégia para impedir que Lula assuma o poder em janeiro de 2023.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Mulher fica ferida após cair de viaduto da BR-104, em Caruaru

  Durante a manhã desta última quarta-feira (07), uma mulher que não teve sua identidade revelada caiu do viaduto da BR-104 na Avenida Leão ...

Matérias mais vistas