Páginas

sábado, 17 de dezembro de 2022

Alepe aprova cultivo e produção de cannabis para fins medicinais

 

Foto: reprodução/Diario de Pernambuco

Pernambuco agora está autorizado a cultivar e a produzir cannabis com fins medicinais. O projeto de lei é de autoria do deputado estadual João Paulo (PT) e foi aprovado pela Assembleia Legislativa de Pernambuco nesta quinta-feira (15). A produção no estado deve baratear a cannabis medicinal prescrita por receita médica, observando as disposições da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre o tema.

”Foi uma vitória da saúde pública e da vida. (...) A nossa proposta, hoje aprovada, é resultado dos apelos públicos de pacientes por meio de suas organizações, e ainda como fruto de ampla consulta a entidades e especialistas, buscando acabar com o sofrimento desnecessário de pernambucanos e pernambucanas que hoje enfrentam o sofrimento de muitas doenças, algumas delas terrivelmente graves”, afirmou o parlamentar.

De acordo com o debate promovido pelo seminário internacional Cannabis medicinal: um olhar para o futuro, realizado em julho deste ano pela Associação de Apoio à Pesquisa e Pacientes de Cannabis Medicinal (Apepi), com apoio da Fiocruz, a molécula mais psicoativa da cannabis pode proporcionar efeito anticonvulsivo, anti-inflamatório, anti-hipertensivo e antidepressivo, por exemplo.

O tema, no entanto, ainda é polêmico. Na Alepe, o projeto do petista foi resistido publicamente pelo deputado estadual pastor Cleiton Collins (PP), que alegou que a substância acabaria sendo utilizada sem controle. O parlamentar apresentou-se como alguém que combate às drogas há 25 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Chacina em São João: bebê e outras quatro pessoas são assassinadas a tiros; outras sete ficam feridas

  Crime aconteceu na noite da quinta-feira (26) e foi motivado por 'rixa entre grupos ligados ao tráfico de drogas', segundo o gover...