Páginas

sábado, 3 de dezembro de 2022

Santa Cruz do Capibaribe é alvo de operação da Polícia Federal contra empresas clandestinas de segurança privada

 


A Polícia Federal deflagrou, nesta última quinta-feira (1), em todo o país, a Operação Segurança Legal, com o objetivo de realizar o combate a empresas clandestinas de segurança privada.

Cerca de 460 Policiais Federais fiscalizaram mais de 400 estabelecimentos, entre casas noturnas, comércios, condomínios e outros, para encerrar a atividade de empresas que executam segurança privada sem autorização da PF.

Em Pernambuco, dentro da Operação, foram realizadas dez fiscalizações com a lavratura de oito autos de encerramento de atividades de segurança privada, sendo uma delas em Santa Cruz do Capibaribe. As outras localidades foram no bairro do Pina (Recife), Jaboatão dos Guararapes, Iputinga, Tabira e Cachoeirinha.


Segundo a PF, a contratação de serviços clandestinos de segurança privada coloca em risco a integridade física de pessoas e o patrimônio dos contratantes, já que os “seguranças” clandestinos não se submetem ao controle da Polícia Federal quanto aos seus antecedentes criminais, formação, aptidão física e psicológica.

Além disso, as empresas clandestinas não observam os requisitos mínimos de funcionamento previstos na legislação. No Brasil, somente empresas de segurança privada autorizadas pela Polícia Federal podem prestar serviços e contratar vigilantes.


Com informações do Blog do Ney Lima

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Chacina em São João: bebê e outras quatro pessoas são assassinadas a tiros; outras sete ficam feridas

  Crime aconteceu na noite da quinta-feira (26) e foi motivado por 'rixa entre grupos ligados ao tráfico de drogas', segundo o gover...