Páginas

segunda-feira, 1 de maio de 2023

Caruaru registra aumento de 25% em número de acidentes de trabalho, em 2022

 


O município de Caruaru registrou, em 2022, um aumento de 25% nos casos de acidentes de trabalho, em comparação com 2021. De acordo com a pesquisa do Observatório de Segurança e Saúde no Trabalho, só no ano passado, a cidade contabilizou 650 acidentes ocupacionais, 703 notificações relacionadas a acidentes de trabalho e 305 concessões de benefícios previdenciários. No estado de Pernambuco, Caruaru é o quinto no ranking de municípios prioritários, ficando atrás apenas de Recife, Jaboatão dos Guararapes, Petrolina e Olinda.

A pesquisa, que contabiliza os dados do Sistema Nacional de Agravos de Notificação (SINAN), do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e da Comunicações de Acidentes de Trabalho (CAT), também indicou que, de 2012 a 2022, 5.818 casos de acidentes de trabalho foram registrados em Caruaru. Os números, divulgados no início deste mês, chamam atenção para a importância do Dia Mundial da Segurança e Saúde no Trabalho, que é celebrado nesta sexta-feira (28).

Os dados apontam, ainda, que o setor de saúde foi o que mais gerou acidentes na região de Caruaru. Segundo os registros do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) Regional, em 2022, 170 profissionais que atuam com atendimento hospitalar foram vítimas de acidentes ocupacionais. Isso mostra que, ao contrário do que muitos pensam, o setor de construção civil não é a principal causa de acidentes de trabalho no município. Os serviços especializados em construção, por exemplo, causaram apenas quatro acidentes, em Caruaru, no ano passado.

Para a gerente de sustentabilidade da Viana Moura, Whilma Lacerda, os números da construção civil são um reflexo do esforço coletivo que as construtoras caruaruenses têm feito nos últimos anos. “Antigamente, ocorriam muitos acidentes no setor da construção civil. Hoje, a maioria das empresas contam com iniciativas que buscam proporcionar um ambiente saudável para os seus funcionários. Sem falar que as reformulações das normas regulamentadoras ajudam na implementação de uma gestão efetiva da segurança do trabalho. Na Viana Moura, por exemplo, nós levamos isso muito a sério, porque entendemos que a segurança é um valor inegociável”, pontuou.

A gerente de sustentabilidade da Viana Moura também destacou que o treinamento das equipes é essencial para mitigar os riscos ocupacionais. “Não basta só defender a segurança no trabalho, é preciso ir a campo treinar os colaboradores e oferecer equipamentos adequados de proteção. Aqui, na Viana Moura, temos o Serviço Especializado em Engenharia de Segurança e Medicina do Trabalho (SESMT), uma equipe que visa proporcionar um ambiente de trabalho seguro, através da implantação de Projetos de Melhoria e Análises”, finalizou Whilma Lacerda.

 
Com informações da Assessoria – Viana e Moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Acidente envolvendo Toyota Bandeirante e ônibus escolar deixa três feridos em Santa Cruz do Capibaribe

Nesta sexta-feira (09), um acidente envolvendo um ônibus escolar e um veículo Toyota no bairro São Miguel, em Santa Cruz do Capibaribe, deix...