Páginas

PROGRAMA A VOZ DA ZONA RURAL - PARA FM

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2024

Autor de mais de 30 assassinatos, homem é flagrado fazendo "dança do passinho" após execução no Grande Recife

 

Imagens flagraram o momento em que o criminoso faz a "dança do passinho" após executar um homem, em Ipojuca, no Grande Recife (Foto: Reprodução)

Com uma ficha corrida contendo mais de 30 assassinatos, um homem chamou atenção da polícia por causa da frieza demonstrada após praticar uma execução.

Imagens de câmeras de segurança flagraram o momento em que o criminoso faz a “dança do passinho” após matar a tiros um rival, no Grande Recife.

Aos 21 anos, o suspeito de integrar um grupo de "matadores de aluguel", foi preso em uma ação da Polícia Civil de Pernambuco.

Considerado pela corporação como “de alta periculosidade que foi retirado das ruas”, o homem foi identificado como Mateus Guilherme Costa.

Ele foi preso, com outro homem, de 22 anos, identificado como Wesley Félix dos Santos.

A captura dos dois aconteceu no bairro do Curado I, em Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife, no dia 16 de fevereiro.

Segundo os investigadores da 3ª Desec da Delegacia de Boa Viagem, responsável por cumprir o mandado de prisão contra o homicida, a ficha de crimes de Mateus é extensa.

De acordo com a polícia, ele confessou ter cometido mais de 30 homicídios, sendo 11 destes, praticados ainda quando era menor de idade.

Imagens fortes

Um dos homicídios que chamou a atenção dos investigadores foi cometido em novembro do ano passado, quando Mateus e Wesley dispararam tiros contra um homem, identificado como Pedro Felipe Gomes dos Santos, em um armazém de construção, no município de Ipojuca, no Grande Recife.
 
Um vídeo de câmeras de videomonitoramento flagrou o momento em que Matheus dispara contra a vítima e, em seguida, demonstra frieza e desprezo e “dança o passinho” antes de entrar em um veículo e fugir.

Análise

“É uma pessoa fria, que demonstra desprezo pela vida humana. Tivemos a comprovação disso durante o curso das investigações. O que chamou a nossa atenção foi o desprezo pela vítima, pois assim que ele matou começou a dançar antes de fugir. É um criminoso de altíssima periculosidade que tivemos o êxito de capturá-lo e retirá-lo das ruas”, destacou o delegado Alessandro Orico, titular da Delegacia de Boa Viagem, responsável por coordenar a operação que resultou na prisão de Matheus.

Ainda segundo o investigador, outro crime imputado ao suspeito e que chamou a atenção da polícia foi o assassinato brutal de um homem identificado como José Carlos Gomes de Souza.

O assassinato foi a tiros e golpes de faca e, ainda, teve seu corpo dilacerado e a cabeça cortada, em janeiro deste ano, na Ilha de Deus, no bairro da Imbiribeira, na Zona Sul do Recife.

“Esse foi outro assassinato que ele assumiu responsabilidade. Observamos novamente a frieza e a brutalidade pelas múltiplas lesões que o corpo da vítima sofreu. Mateus é um criminoso de alta periculosidade e, que, em depoimento a nós, confessou ter cometido mais de 30 assassinatos. E que desse total, 11 foram cometidos quando ele tinha 17 anos de idade. Realmente, é uma vasta lista de crimes imputados a ele que na nossa avaliação poderia gerar uma condenação de mais de 100 anos de pena”, disse Orico.

Com informações do Diário de Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Moraes conclui que Bolsonaro não violou cautelares ao ir na Embaixada da Hungria

  O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), considerou que a permanência do ex-presidente da República Jair Bolsona...