Páginas

PROGRAMA A VOZ DA ZONA RURAL - PARA FM

quinta-feira, 7 de dezembro de 2023

Covid-19: Pernambuco recomenda mais uma dose da vacina bivalente para grupos prioritários; veja quais

 

Segundo o Ministério da Saúde, municípios estão abastecidos com as vacinas mais atualizadas, seguras e eficazes contra covid-19 aprovadas pela Anvisa - LUCAS REZENDE/ACERVO SES-PE

Após a identificação de duas novas sublinhagens de uma variante do coronavírus no Brasil (JN.1 e JG.3), o Ministério da Saúde reitera que a vacinação é o principal meio de proteção contra a covid-19. Por isso, a pasta recomenda uma nova dose da vacina bivalente para grupos prioritários. Em Pernambuco, a orientação do ministério já está sendo coloca em prática.

No Estado, desde o fim do mês de outubro, observa-se aumento no número de casos da infecção. Há um incremento na quantidade de confirmações semanais (passou de 89 casos na última semana de outubro para 776 casos no período de 26/11 a 2/12) e na taxa de positividade (de 3,8% para 16,6% no mesmo período). Segundo a Secretaria de Saúde de Pernambuco (SES-PE), aproximadamente 97% dos casos se configuram como leves até o momento.

Com a recomendação do Ministério da Saúde de uma nova dose da vacina bivalente para pessoas a partir de 60 anos e imunocomprometidos acima de 12 anos de idade, que tenham recebido a última dose do imunizante há mais de 6 meses, a SES-PE indica que os municípios devem seguir essa orientação do Ministério da Saúde.

O comunicado está em nota técnica, publicada nesta quarta-feira (6), pela SES-PE.

"Devido ao aumento de casos de covid-19, os municípios começaram a se organizar para intensificar a vacinação. Nesta quarta, fizemos um comunicado para que todos começassem a vacinar com a bivalente", diz a superintendente do Programa Nacional de Imunizações de Pernambuco (PNI-PE), Jeane Torres.

"As salas de vacinas estão abastecidas, e o grupo prioritário deve procurar a unidade básica de saúde mais próxima de suas casas", acrescenta.

A JN.1, inicialmente detectada em exames realizados no Ceará, vem ganhando proporção global, correspondendo a 3,2% das detecções no mundo.

Já a sublinhagem JG.3, também verificada recentemente no Estado do Nordeste, vem sendo monitorada, pelo Ministério da Saúde, em São Paulo, no Rio de Janeiro e em Goiás nos últimos meses. As subvariantes já foram encontradas em 47 países, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS).

Nesse momento, a SES-PE reforça que as medidas não farmacológicas, aliadas à vacinação, são importantes para evitar possíveis riscos relacionados à covid-19 e suas sequelas. Recomendam-se a lavagem frequente das mãos, o uso de máscaras nos casos de aparecimento de sintomas respiratórios e, se possível, as aglomerações devem ser evitadas.


Com informações do JC NE10 Uol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Balanço: 4 pessoas são baleadas e duas morrem em Brejo da Madre de Deus

  Foto: Reprodução/Estação Notícias Registrados 7 homicídios nesta terça-feira (27) em Pernambuco. Entre as vítimas, uma mulher. Com estas m...