Páginas

PROGRAMA A VOZ DA ZONA RURAL - PARA FM

quinta-feira, 14 de dezembro de 2023

Vídeo: João Azevêdo assina ordem de serviço para construção do Arco Metropolitano com previsão de entrega até 2026

 

O Arco Metropolitano de João Pessoa deve ser concluído nos próximos dois anos. Essa foi a estimativa dada pelo governador João Azevêdo (PSB) durante a assinatura da ordem de serviço para a obra, orçada em R$ 180 milhões, feita nesta quinta-feira (14). O equipamento é considerado como uma das soluções para desafogar o trânsito entre as BRs 101 e 230, principalmente no trecho que vai do Viaduto das Três Lagoas até a entrada de Santa Rita e saída para Natal, em Bayeux.
Os estudos realizados pelo Governo apontam que com a construção da via, que contará com dois viadutos, somada à ‘Ponte do Futuro’ – entre Cabedelo, Lucena e Santa Rita -, haverá uma redução diária da circulação de até 400 caminhões no trecho da rodovia que passa dentro da capital.
“Esse é um momento importante para Paraíba e principalmente para Região Metropolitana de João Pessoa. Estamos hoje dando a ordem de serviço. As empresas já estão se instalando. Vamos começar essa obra que será fundamental para a mobilidade. Estamos em um ponto da BR-101 [próximo à fábrica Ondunorte] onde será construído um viaduto, para quem vem de Recife pela BR-101 e vai para Natal ou Campina Grande, possa subir nesse viaduto e acessar à BR-230 em Santa Rita. Lá, teremos outro viaduto. Qualquer cidadão que vem de Recife não vai precisar necessariamente passar por dentro de João Pessoa e no sentido contrário também”, detalhou o governador.
Projeto do Arco Metropolitano de João Pessoa
Azevêdo explicou que as pistas que serão construídas no trechos vão seguir o padrão DNIT, de forma duplicada. “Essa é uma obra que se integra à obra que lançamos na segunda-feira, que é a Ponte do Futuro. Imagina um caminhão que vem de Recife e para o Porto de Cabedelo. Vai poder pegar o arco, sair na BR-230, pegar a BR-101 Norte, usar a nova estrada, pegar a ponte e chegar no Porto. Vamos tirar entre 350 e 400 caminhões que passam todos os dias dentro de João Pessoa”, previu o gestor.
Os recursos são próprios e estão estão assegurados, segundo o governador. “Serão investidos R$ 181 milhões. Espero que antes de dois anos a gente já esteja com essa obra pronta. Nossa expectativa é que isso aconteça. Dinheiro não vai faltar”, avisou.

Do Mais PB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Impacto Devastador da CPI nas Pretensões Políticas de Capilé

  Santa Cruz do Capibaribe - A recente conclusão da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Reforma da Câmara em Santa Cruz do Capibaribe...