Páginas

PROGRAMA A VOZ DA ZONA RURAL - PARA FM

terça-feira, 30 de janeiro de 2024

Secretaria de Educação de Paulista é alvo de furto e mais de 150 notebooks são levados

 

De acordo com a secretária de Educação, os notebooks seriam utilizados pelos professores da rede municipal de ensino. (Foto: Divulgação/Prefeitura do Paulista)

O furto de mais de 150 notebooks da Secretaria de Educação de Paulista, na Região Metropolitana do Recife, está sendo investigado pela Polícia Civil. O caso foi denunciado às autoridades no dia 23 de janeiro, mas foi divulgada apenas nesta segunda-feira (29) por meio de uma nota assinada pela secretária de Educação do município, Kátia Clemente.

De acordo com a secretária, os notebooks seriam utilizados pelos professores da rede municipal de ensino. Por meio de uma nota, Kátia Clemente alega que levou o caso para a polícia e o Ministério Público assim que soube do sumiço dos aparelhos, que faziam parte de um estoque reserva.

“No dia 25, a secretária de Educação se reuniu com representantes do Sindicato dos Professores do Município do Paulista, quando estes tiveram todas as dúvidas esclarecidas na ocasião. Somente após esse encontro, o Sindicato voltou à SEPA e protocolou ofício cobrando por explicações que já haviam sido dadas anteriormente. Além disso, o fato também foi comunicado ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE), ao Gabinete do Prefeito e à Secretaria de Administração do município”, diz a nota.

O texto ressalta que “os professores que ainda não receberam seus notebooks devem ficar tranquilos, pois a Secretaria de Educação dispõe de quantidade suficiente para que eles também sejam contemplados com o equipamento voltado para o desempenho de suas atividades pedagógicas”.

Os notebooks furtados são de um lote adquirido em 2023 que possuía 1.520 aparelhos. Os computadores estavam armazenados no prédio da Secretaria de Educação, que não possui câmeras de segurança, e seriam entregues a professores que atuam em outros órgãos públicos.

Segundo a Prefeitura de Paulista, a segurança do prédio é realizada pela Guarda Municipal e por uma equipe terceirizada. “Eu não vou temer este ato violento, pois acredito na polícia e que vamos descobrir quem de fato cometeu este crime.A Secretaria de Educação é mais uma vítima da violência que se instaura no mundo”, disse a secretária em um vídeo publicado nas redes sociais.

O Diario de Pernambuco tentou entrar em contato com a Polícia Civil, mas não obteve retorno até o fechamento desta matéria.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Balanço: Fim de semana começa com 12 homicídios em Pernambuco e apreensão de maconha em Caruaru

    O fim de semana começou marcado pela violência em Pernambuco, com o registro de  12  homicídios nesta sexta-feira (23). Entre as vítimas...