Páginas

PROGRAMA A VOZ DA ZONA RURAL - PARA FM

sexta-feira, 2 de fevereiro de 2024

Jovem que morreu depois de encontro com paraibano teve ruptura genital, diz atestado

 

O atestado de óbito de Livia Gabriele da Silva Matos, de 19 anos, que morreu nesta terça-feira (31) após um encontro com o jogador paraibano Dimas Cândido de Oliveira Filho, do sub-20 do Corinthians, aponta que a causa da morte foi uma ruptura na região genital.
O documento cita que houve “rutura [sinônimo de ruptura] de fundo de saco de Douglas com extensão à parede vaginal esquerda”. Saco de Douglas é o nome dado a uma região genital que fica na parte baixa do abdômen entre o útero e o reto.
O Hospital Municipal Tatuapé, onde foi realizado os primeiros exames, ainda aguarda “exames complementares” da jovem, os quais serão realizados pelo Instituto Médico Legal (IML). Necroscópico, toxicológico e sexológico devem indicar o que causou a ruptura na região genital de Lívia, além de mostrar se ela estava sob efeito de alguma droga.
Em entrevista, o advogado da família da jovem afirmou que ainda são esperados os laudos do IML, mas que a ruptura apontada no atestado de óbito aparentemente não ocorre em uma relação sexual normal.
“É tudo muito prematuro ainda. Vai ser acostado [anexado] o laudo do IML, prontuário médico com os primeiros atendimentos. O atestado de óbito deu uma ruptura no fundo do saco de Douglas, uma bolsa, e essa ruptura, aparentemente, numa relação sexual normal ela não rompe, né. O que está sendo investigado pela polícia, competente delegada que está no caso, é saber se houve violência ou introdução de algum objeto aí”, afirmou o advogado Alfredo Porcer.
MaisPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Balanço: 4 pessoas são baleadas e duas morrem em Brejo da Madre de Deus

  Foto: Reprodução/Estação Notícias Registrados 7 homicídios nesta terça-feira (27) em Pernambuco. Entre as vítimas, uma mulher. Com estas m...