Páginas

PROGRAMA A VOZ DA ZONA RURAL - PARA FM

quinta-feira, 14 de março de 2024

Pernambuco tem aumento no número de casos da dengue; saiba municípios em alerta

 

Mosquito precisa ser combatido (Foto: Agência Freepik)


Os números de casos de dengue em Pernambuco seguem aumentando.

O Boletim Epidemiológico divulgado nesta quarta-feira (13) pela Secretaria Estadual de Saúde (SES) mostra que o estado já contabiliza 469 casos de dengue confirmados entre os dias 31 de dezembro de 2023 e 9 de março de 2024.

O número de casos prováveis entre os dias 3 e 9 de março, que correspondem à décima semana epidemiológica, foi de 6.347.

Esse número representa um aumento de 65,3% se comparado com o mesmo período de 2023. Até o momento, Pernambuco registrou cinco casos graves de dengue.

Alguns municípios possuem alta incidência de casos de dengue, entre eles Araçoiaba, Chã de Alegria, Terra Nova, Lagoa Grande e Belém do São Francisco e Itaquitinga. Estas localidades registram pelo menos 300 casos prováveis por 100 mil habitantes a cada semana.

Neste mesmo período, dois óbitos suspeitos foram descartados. Outros 16 óbitos notificados para as arboviroses seguem em investigação. Arboviroses são doenças causadas por vírus transmitidos, principalmente, por mosquitos.

De acordo com a secretaria, estes casos ainda estão em investigação pois os sintomas desenvolvidos podem ser confundidos com um conjunto considerável de outras doenças.

Pessoas infectadas pelo vírus da dengue podem ter sintomas como febre alta, dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas no corpo.

Casos graves desta doença incluem sintomas como dor abdominal intensa e contínua, ou dor à palpação do abdome, vômitos persistentes, acumulação de líquidos, sangramento de mucosa ou outra hemorragia e queda abrupta das plaquetas.

Outras arboviroses

O boletim divulgado pela Secretaria de Saúde também ressalta que Pernambuco já registrou 75 casos de Chikungunya entre os dias 31 de dezembro de 2023 e 9 de março de 2024. O número de casos prováveis é 1.340 =.

Já a Zika, que não apresenta circulação há alguns anos no estado, tem 116 casos prováveis, mas nenhuma confirmação.

Todas estas doenças são transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti e a maneira mais eficaz de evitar a infecção é combatendo o mosquito.

Entre as ações para evitar a proliferação desta espécie estão:

1 – Mantenha caixas, tonéis e barris de água bem tampados.
2 – Coloque o lixo em sacos plásticos e mantenha a lixeira sempre bem fechada.
3 – Não jogue lixo em terrenos baldios.
4 – Se for guardar garrafas de vidro ou plástico, mantenha-as sempre com a boca para baixo.
5 – Não deixe a água da chuva acumular sobre a laje e calhas entupidas.
6 – Encha os pratinhos ou vasos de planta com areia até a borda.
7 - Não deixe pneus velhos com água acumulada.
8 - Higienize piscinas e fontes decorativas.
9 - Evite cultivar plantas que acumulam água.
10 - Lavar bem recipientes que armazenam água

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Mecânico é morto a tiros em plena luz do dia no bairro Boa Esperança, em Brejo da Madre de Deus

  Mais um crime de morte aconteceu no bairro Boa Esperança, em Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco. Nesta terça-feira, 23 de ab...