Páginas

sábado, 13 de agosto de 2022

Petrobras reduz em 4% preço do diesel vendido a distribuidoras, 2ª queda em agosto

 


A Petrobras anunciou nesta quinta-feira nova queda no preço do diesel vendido a distribuidoras. O valor passará de R$ 5,41 para R$ 5,19 por litro, uma redução de R$ 0,22 por litro ou queda de 4%.

O anúncio vem uma semana após a estatal cortar em R$ 0,20 (ou 3,5%) o preço do litro do combustível.

A petroleira justificou a queda com os preços de referência do combustível no mercado global, que se estabilizaram em patamar inferior para o diesel.

A empresa disse que, considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor passará de R$ 4,87, em média, para R$ 4,67 a cada litro vendido na bomba.

O novo valor começa a valer a partir desta sexta-feira (12).

No mês passado, a Petrobras anunciou duas reduções no preço da gasolina para as distribuidoras. No primeiro anúncio, no dia 19 de julho, a queda foi de R$ 0,20 por litro. Após pouco mais de uma semana, a estatal passou de R$ 3,86 para R$ 3,71 o litro do combustível.

No início desta semana, a Associação Brasileira dos Importadores de Combustíveis (Abicom) disse que o diesel no mercado brasileiro estava 14% acima do praticado no mercado internacional, considerando a queda de 3,5%. O movimento vem em meio a uma desvalorização do petróleo e do dólar.


Com informações da CNN Brasil

Ibovespa fecha quarta semana seguida em alta. No dia, PETR4 sobe 7%; MGLU3 e HAPV3, quase 20%

 

O momento é especial: com os 2,78% de hoje, índice soma 16,79% em quatro semanas, contra 10,76% da bolsa americana. Tudo isso num intervalo em que o dólar caiu de R$ 5,40 para R$ 5,07.

Uma sexta-feira 2,78% no azul coroa a quarta semana seguida de alta do Ibovespa (5,91% nesta que termina hoje). Desde o dia 15 de julho, que encerrou sua última e já distante semana de baixa, o índice saltou 16,79% – dos 96.551 pontos de outrora até os atuais 112.764.

 

E as cinco maiores altas do período foram:

 

Locaweb (LWSA3): 45,20%

Positivo (POSI3): 42,86%

Azul (AZUL4) 40,75:

Magalu (MGLU3): 38,76%

Via (VIIA3): 32,50%

 

Todas vinham apanhando no mercado. Nos últimos 12 meses, a queda da Magalu ainda é de 83%; a da Via, 74%. Locaweb, -61%; Azul, -55%. A menos sofrida nesse intervalo maior é a Positivo, com -15%.

 

E porque subiram? Por conta da pressão menor para altas nos juros. Empresas de tecnologia (caso de Positivo e Locaweb) tendem a usar mais emprestado para financiar seu crescimento. E a expectativa de uma Selic mais baixa (nem que seja para 2023) deixa esse dinheiro mais barato no mercado.

 

A Via está na lista por conta da curva de juros também. Com eventuais juros mais baixos lá na frente, o varejo ganha mais clientes, já que no Brasil meio que todo mundo paga parcelado – e mesmo as parcelas "sem juros" sempre têm juros embutidos.

 

Já a Azul surfa na retomada das viagens aéreas (e a Gol vem pertinho: 31,22%). Com o arrefecimento da pandemia, a Azul registrou uma alta de de 34% na quantidade de passageiros em julho, na comparação com o mesmo mês do ano passado. A Gol divulgou um resultado semelhante, 36%.

 

 

PETR4: 7,19%

 

Nessas últimas quatro semanas, a que mais caiu foi PETR4 (10%). Mas aí normal. É que ontem (11) foi a "data de corte" para o recebimento dos dividendos (monstruosos) do segundo trimestre. Ou seja: quem tinha ações da empresa na mão nesta quinta ganhou o direito de receber os dividendos de R$ 6,70 por papel.

 

Ontem, as ações tinham fechado a R$ 36,25, uma alta de 19,72% em relação ao preço de quatro semanas atrás. Mas, quando rola pagamento de dividendos, o normal é que a empresa comece o dia seguinte negociada com um desconto equivalente ao valor do dividendo (não por decreto, mas pela formação natural de preços no mercado).

 

No caso de PETR4, esse corte foi um pouco maior. Ela amanheceu negociada a R$ 29,10. Ou seja: R$ 7,15 a menos. Mas a escalada já começou de novo: as ações terminaram hoje em R$ 31,71. Alta de 7,19% no dia. Foguetinho.

 

Mas os foguetões mesmo foram outros. Estes aqui:

 

Hapvida: 16,97%

 

A operadora de planos de saúde, que concluiu sua fusão do GNDI neste ano, registrou um lucro 11,9% mais baixo que o 2T21: R$ 241 milhões. Mas não foi para esse dado que os investidores olharam, já que a ação subiu bem. Praticamente um "teste para cardíaco", como diz Galvão Bueno: 16,97%.

 

O motivo foi a baixa na "sinistralidade". Jargão sinistro, mas que significa algo simples: a porcentagem da receita bruta que o plano gasta para pagar despesas médicas e hospitalares dos clientes/pacientes. Ela fechou em 72,3% – uma redução de 3,5 pontos percentuais em relação ao ano passado. A baixada de bola da pandemia ajudou. Queda de 96% nas internações por Covid.

 

Analistas acreditam que a tendência de baixa na sinistralidade deve render lucros melhores adiante. ItaúBBA e Bank of America recomendam a compra do papel. Bom, há quem acredite em duendes, e há quem acredite em preço-alvo. Então vamos ao preço-alvo, aquele que as duas instituições entendem como uma espécie de "valor justo" do papel. No caso, R$ 10 – que, se atingido, o que significaria uma alta de 29,5% sobre o preço de fechamento de hoje, R$ 7,72.

 

Magalu: 17,76%

 

Hoje a Magalu teve um dia de "nova Magalu" – ou de "velha Magalu", já que os tempos de alta vertiginosa tiveram seu ponto final lááá em 2020. Seja como for, alta de quase 20% após a divulgação do balanço, na noite de ontem.

 

E olha que bonito ele não veio. Prejuízo de 135 milhões no segundo trimestre, ante um lucro de R$ 95,5 milhões no mesmo período de 2021. A expectativa do mercado, de acordo com a Refinitiv, era de um lucro de R$ 161,7 milhões.

 

Mesmo assim, veio a alta. Muitos investidores, pelo jeito, olharam para o lado meio cheio do copo do balanço: crescimento de 22% nas vendas do marketplace na comparação com o 2T21 e, principalmente, a divulgação de que a companhia conta com R$ 9 bilhões em caixa – R$ 500 milhões a mais do que no final do trimestre anterior.

 

Isso pode acontecer mesmo quando uma empresa dá prejuízo. Por exemplo: uma venda em 24 prestações feita no segundo trimestre de 2020, entra como parte do lucro contábil de 2020. Mas não como parte do fluxo de caixa daquele período, que é o dinheiro que entra para valer. Essa grana fica espalhada pelos fluxos de caixas de vários trimestres. Também entram na conta, dependendo do caso, empréstimos e aportes dos controladores. E o fato é que a posição atual do caixa da Magalu agradou o mercado. A interpretação foi a de que a empresa tem munição para voltar a registrar lucro.


S&P 500 em alta, mas comendo poeira


O maior índice dos EUA também fechou sua quarta semana seguida de alta. Em 15 de julho, fechou em 3.863 pontos. Com os 1,73% de hoje, foi a 4.279. Ou seja: 10,76% no período.


Como o dólar caiu 6,11% de lá para cá, de R$ 5,40 para R$ 5,00, dá para dizer com toda a segurança que a bolsa brasileira foi um investimento bem melhor do que a bolsa americana nessa quatro semanas.

Que venham mais. E bom fim de semana!

Maiores altas

Magalu (MGLU3): 17,76%

Hapvida (HAPV3): 16,97%

Via (VIIA3): 13,98%

Azul (AZUL4): 10,73%

Locaweb (LWSA3): 9,34%

 

Maiores baixas

Natura (NTCO3): -10,36%

Sabesp (SBSP3): -4,42%

JBS (JBSS3): -2,62%

Americanas (AMER3): -2,41%

Tim (TIMS3): -1,16%

 

Ibovespa: 2,78%, a 112.764 pontos

 

Em NY:

S&P 500: 1,73%, a 4.279

Nasdaq: 2,09%, a 13.047

Dow Jones: 1,27%, a 33.761

 

Dólar: -1,63%, a R$ 5,07

 

Petróleo

Brent: -1,46%, a US$ 98,15

WTI: -2,38%, a US$ 92,09

 

Minério de ferro: 0,28%, a US$ 109,00 por tonelada na bolsa de Cingapura.

De 'nenhum bem cadastrado' a R$ 1,9 milhão; veja patrimônios declarados por candidatos ao governo de PE à Justiça Eleitoral

 Dos 11 candidatos que fizeram registro no TSE, oito tinham informado os bens, até esta quarta (10). Candidaturas podem ser oficializadas até 15 de agosto.


Palácio do Campo das Princesas, no Centro do Recife, é a sede do governo de Pernambuco — Foto: Pedro Alves/g1


A Justiça eleitoral divulgou declarações de bens de candidatos ao governo de Pernambuco em 2022 que já registraram candidaturas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE). Os valores vão de "nenhum bem cadastrado” a R$ 1,9 milhão.

O patrimônio mais alto até agora é o do candidato do União Brasil, Miguel Coelho. Claudia Ribeiro, do PSTU, não tem bens cadastrados.

Pernambuco tem 11 candidatos registrados na Justiça Eleitoral. Desse total, oito tinham informado o patrimônio, até esta quarta (10). O prazo de registro de candidaturas no Tribunal Superior Eleitoral termina em 15 de agosto.

Veja abaixo qual foi o patrimônio informado por cada candidato, em ordem alfabética:


Anderson Ferreira (PL) - R$ 1,7 milhão

O candidato do PL ao governo de Pernambuco, Anderson Ferreira, declarou ter um patrimônio de R$ 1.790.962,00 no registro de sua candidatura. A quantia superior à informada no pleito de 2020, quando ele declarou R$ 1.773.840,69, ao vencer a disputa pela prefeitura de Jaboatão dos Guararapes, no Grande Recife.

Anderson Ferreira informou que tem um apartamento de R$1.347.390,42. Também declarou duas casas, de R$ 28 mil e R$ 40 mil. O candidato disse que os demais bens estão em aplicações e em dinheiro em espécie.


Claudia Ribeiro (PSTU) - Não declarou bens


A candidata do PSTU ao governo de Pernambuco, Cláudia Ribeiro, não tinha registrado declaração de bens até a última atualização desta reportagem.


Danilo Cabral (PSB) - R$ 980,6 mil

O candidato do PSB ao governo, Danilo Cabral, informou à Justiça Eleitoral que tem patrimônio de R$ 980.681,55. O valor é maior do que a declaração que ele fez em 2018, quando se candidatou e venceu a eleição para deputado federal. Na época, a declaração de bens foi de R$ 949.277,88

Na declaração de 2022, Danilo Cabral informou que tem R$ 600 mil em “outros bens imóveis”, R$ 203 mil em veículos, além de R$ 27,2 mil em uma conta bancária.

Jadilson Bombeiro (PMB) - R$ 210 mil

O candidato do PM, Jadilson Bombeiro, informou ter patrimônio de R$ 210 mil. Na eleição de 2020, quando disputou e perdeu para vereador de Olinda, não houve registro de bens.

Em 2022, Jadilson declarou um apartamento de R$ 150 mil e “outros bens móveis” de R$ 60 mil.

Marília Arraes (SD) - R$ 1,1 milhão

Candidata do Solidariedade ao governo de Pernambuco, Marília Arraes declarou patrimônio de R$1.173.614,64. Esse valor é maior do que o registrado na Justiça Eleitoral quando ela disputou e perdeu a eleição para perfeita do Recife, em 2020, com um total de R$1.084.729,44.

Em 2022, Marília Arraes informou que tem um apartamento de R$ 735 mil, veículo de R$ 110 mil, além de R$ 146 mil em dinheiro em espécie e aplicações.

Miguel Coelho (União Brasil) - R$ 1,9 milhão

O candidato do União Brasil ao governo de Pernambuco, Miguel Coelho, declarou ter um patrimônio de R$1.966.870,43.

Esse valor é maior do que o declarado, em 2020, quando ele venceu a eleição para prefeito de Petrolina, no sertão. Na época, ele informou ter bens de 836.741,60.

Em 2022, Miguel Coelho informou o maior volume de bens, R$749.749,53, é de “crédito decorrente de empréstimo”. Os demais recursos estão em aplicações e fundos de investimento.

Pastor Wellington Carneiro (PTB) - R$ 337, 6 mil

O candidato ao governo de Pernambuco pelo PTB, pastor Wellington Carneiro, declarou ter patrimônio de R$ 337.361. O valor é maior do que ele informou, em 2020, quando concorreu e perdeu como candidato a vice-prefeito do Recife. Na época, informou ter R$ 241.663, 38.

Na declaração de bens de 2020, o candidato disse que tem uma casa de R$ 100 mil e outra de R$ 50 mil. Os demais recursos são de carros e depósitos bancários.

Raquel Lyra (PSDB) - R$ 340, 5 mil

A candidata ao governo pelo PSDB, Raquel Lyra, informou ter um patrimônio de R$ 340.576,99. O valor é menor do que o declarado na eleição de 2020, quando ela venceu a disputa pela prefeitura de Caruaru, no Agreste. Na época, foi declarado patrimônio de R$ 394.609,88.

A candidata informou ter um apartamento de R$289.574,20 e o depósito de R$ 1 em conta corrente.

Ainda não publicaram as declarações de bens em Pernambuco João Arnaldo (PSOL), Jones Manoel (PCB) e Ubiracy Olímpio (PCO).


Por g1 PE

Propaganda eleitoral começa em 16 de agosto e horário gratuito no rádio e TV no dia 26

 

Folhetos devem ser editados sob a responsabilidade do partido político
Paula Cinquetti/ Agência Senado

O mês de agosto marca o início oficial da campanha eleitoral de 2022.

O prazo para registro das candidaturas a presidente e a vice-presidente da República, governadores e vice-governadores, senadores e respectivos suplentes, deputados federais e deputados estaduais ou distritais termina nesta segunda-feira (15). Na terça-feira (16), começa a propaganda eleitoral dos candidatos, incluindo divulgação na internet e por alto-falantes, caminhadas, carreatas ou passeatas. O período da propaganda termina em 1º de outubro, véspera do primeiro turno das eleições, que ocorre no dia 2 de outubro.

Em 26 de agosto, tem início o horário eleitoral gratuito no rádio e na televisão, que vai até 30 de setembro para os candidatos que concorrem ao primeiro turno.

O segundo turno será realizado no dia 30 do mesmo mês, caso nenhum candidato alcance maioria absoluta dos votos válidos na primeira votação, conforme estabelece o artigo 77 da Constituição.

As regras da propaganda eleitoral a serem seguidas pelos candidatos e observadas pelos eleitores encontram-se em cartilha lançada pelo Tribunal Regional do Distrito Federal (TRE-DF), que podem ser aplicadas às demais unidades da Federação, dado o caráter geral das normas, de acordo com a assessoria do tribunal. A cartilha foi elaborada com base nas inovações ocorridas na legislação eleitoral, em especial na Resolução TSE nº 23.610/2019, que dispõe sobre propaganda eleitoral, utilização e geração do horário gratuito e condutas ilícitas em campanha eleitoral, e no calendário do pleito de 2022. A cartilha pode ser acessada no site do TRE-DF, que também oferece formulário para denúncias de propaganda eleitoral irregular.

De acordo com as regras, ninguém poderá impedir a propaganda eleitoral nem inutilizar, alterar ou perturbar os meios lícitos nela empregados, bem como realizar propaganda eleitoral vedada por lei ou por resoluções da Justiça Eleitoral. A legislação estabelece que a realização de qualquer ato de propaganda partidária ou eleitoral, em recinto aberto ou fechado, não depende de licença da polícia. O candidato, partido político, federação ou coligação que promover o ato fará a devida comunicação à autoridade policial com, no mínimo, 24 horas de antecedência.

Fake News

Não poderá haver propaganda que divulgue ou compartilhe fatos sabidamente inverídicos ou gravemente descontextualizados que atinjam a integridade do processo eleitoral; que ofereça, prometa ou solicite dinheiro, dádiva, rifa, sorteio ou vantagem de qualquer natureza; que perturbe o sossego público, com algazarra, abuso de instrumentos sonoros e sinais acústicos; ou que incite atentado contra pessoa ou bens.

Animosidades

Também não poderá haver propaganda eleitoral que provoque animosidade entre as Forças Armadas ou contra elas, ou delas contra as classes e as instituições civis; que busque caluniar, difamar ou injuriar qualquer pessoa, bem como atingir órgãos ou entidades que exerçam autoridade pública; que deprecie a condição da mulher ou estimule sua discriminação em razão do sexo feminino, ou em relação a sua cor, raça ou etnia; que empregue meios publicitários destinados a criar artificialmente, na opinião pública, estados mentais, emocionais ou passionais.

Telemarketing

A legislação proíbe ainda a propaganda eleitoral por meio de telemarketing em qualquer horário, bem como por disparo em massa de mensagens instantâneas sem anuência do destinatário.

Luminosos

É vedada propaganda eleitoral mediante outdoors, inclusive eletrônicos, assim como a utilização de engenhos, equipamentos publicitários ou conjunto de peças de propaganda que, justapostas, assemelhem-se ou causem efeito visual de outdoor.

Brindes

São vedadas, na campanha eleitoral, confecção, utilização, distribuição por comitê, candidato - ou com a sua autorização - de camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor.

Impressos

Em relação à distribuição de impressos, a legislação permite a veiculação de propaganda eleitoral mediante distribuição de folhetos, adesivos com a dimensão máxima de 0,5m² (meio metro quadrado), volantes e outros impressos, os quais devem ser editados sob a responsabilidade do partido político, federação, coligação ou candidato, sendo-lhes facultada a impressão em braile dos mesmos conteúdos.

Adesivos em veículos

É proibido colar propaganda eleitoral em veículos, exceto adesivos microperfurados até a extensão total do para-brisa traseiro e, em outras posições, adesivos que não excedam a 0,5m² (meio metro quadrado).

Som

O funcionamento de alto-falantes ou amplificadores de som, ressalvada a hipótese de comício de encerramento de campanha, somente é permitido entre as 8h e as 22h, sendo vedados a instalação e o uso desses equipamentos em distância inferior a 200 metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo da União e do Distrito Federal, das sedes dos Tribunais Judiciais, dos quartéis e de outros estabelecimentos militares; dos hospitais e das unidades de saúde; das escolas, bibliotecas públicas, igrejas, templos religiosos e teatros, quando em funcionamento.

Comícios

A realização de comícios e a utilização de aparelhagens de sonorização fixas são permitidas no horário compreendido entre as 8h e as 24h, com exceção do comício de encerramento da campanha, que poderá ser prorrogado por mais duas horas. É vedada a utilização de trios elétricos em campanhas eleitorais, exceto para a sonorização de comícios.

Showmícios

É proibida a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos, bem como a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício e reunião eleitoral.

Atos do governo

A publicidade dos atos, programas, obras, serviços e campanhas dos órgãos públicos deverá ter caráter educativo, informativo ou de orientação social, dela não podendo constar nomes, símbolos ou imagens que caracterizem promoção pessoal de autoridades ou de servidores públicos, configurando abuso de autoridade a publicidade diversa da permitida, ficando o responsável, se candidato, sujeito ao cancelamento do registro de sua candidatura ou do diploma.

Com informações da Agência Câmara de Notícias e do TRE-DF

MAIS NOTÍCIAS SOBRE:


Fonte: Agência Senado

“Vamos colocar Pernambuco de volta ao trabalho e criar mais de 600 mil empregos nos próximos quatro anos”, diz Anderson

 

Foto: Viliane Gomes

O deputado estadual Erick Lessa segue com uma agenda intensa de reuniões e atividades. Na quinta-feira (11), Lessa se reuniu com moradores do Bairro São Francisco, em Caruaru. Ele destacou o trabalho realizado ao longo do mandato.

“Para mim, é uma satisfação ver de perto o reconhecimento do nosso trabalho pelas pessoas. As famílias de Caruaru e região sabem que podem contar com nosso serviço, com o objetivo de melhorar a qualidade de vida e o desenvolvimento regional”, declarou o parlamentar.

Ao mesmo tempo em que ampliou a atuação em outros municípios, Lessa manteve esforços em Caruaru, sua principal base. Ele foi reconhecido pela imprensa estadual como o parlamentar que mais destinou recursos para a Capital do Agreste, inclusive para equipamentos como o Hospital Regional do Agreste, UPAE Caruaru e Fusam. Lessa também articulou e viabilizou a construção da nova Delegacia da Mulher, equipou o laboratório de combate à lavagem de dinheiro e ao crime organizado e luta pela implementação do Centro Integrado da Criança e do Adolescente.

“Vamos colocar Pernambuco de volta ao trabalho e criar mais de 600 mil empregos nos próximos quatro anos”, diz Anderson

Foto: Hermes Costa Neto/Divulgação

O sucateamento da gestão pública e a falta de investimentos paralisaram Pernambuco. A observação foi feita pelo candidato do Partido Liberal (PL) ao Governo do Estado, Anderson Ferreira, nesta sexta-feira (12), ao analisar que, desde 2010, quando da implantação pela Petrobrás da Refinaria Abreu e Lima, da Petroquímica Suape e do Estaleiro Atlântico Sul, período em que houve uma crescente na geração de empregos, Pernambuco tem visto despencar os indicadores sociais ano após ano. Levantamento do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgado em 2021, aponta o estado com a pior taxa de desemprego no Brasil.

Anderson apontou que os escândalos de corrupção do Partido dos Trabalhadores (PT) foram um dos principais fatores que levaram a quase zero o índice de investimentos em obras públicas no Brasil e em Pernambuco. “No nosso estado, a falta de capacidade de articulação da gestão do PSB junto ao Governo Federal isolou Pernambuco. Tivemos três presidentes à frente do Palácio do Planalto e o PSB não soube conversar com nenhum deles, e essa falta de diálogo transformou Pernambuco em uma ilha dentro do próprio Brasil”, disse.

O liberal afirmou que esse cenário irá mudar quando assumir, em 2023, o Palácio do Campo das Princesas. “Teremos uma nova onda de geração de empregos com os investimentos para duplicação da refinaria e as obras estaduais dos eixos da Transposição do Rio São Francisco. Inovaremos na política de atração de novos investimentos privados, nas Parcerias Público-Privadas (PPPs), apoiando os microempreendedores individuais e as micros e pequenas empresas, priorizando a interiorização dos investimentos”, continuou.

Anderson destacou ainda que é preciso ter foco e elencar prioridades, e citou a gestão à frente da Prefeitura do Jaboatão dos Guararapes como referência na entrega de resultados. “Queremos empregar mais de 600 mil pernambucanos nos próximos quatro anos e colocar o estado no caminho do bem. Vamos virar a chave. Foi isso que fizemos no Jaboatão, um município que foi destaque na categoria Geração de Empregos no ranking das Melhores Cidades do Brasil 2022 da revista IstoÉ, elaborado pela Austin Rating, assim como nos índices Qualidade de Vida, Capacidade de Arrecadação, Aplicação na Saúde e Educação, e Indicadores Fiscais. Já fizemos, mostramos que é possível e vamos fazer mais por Pernambuco”, pontuou.

Policiais fogem de blitz da Lei Seca e são presos com carro roubado e armas em Recife

 

Os policiais foram apreendidos com armas e 4 celulares - FOTO: Reprodução/ TV JORNAL

Na madrugada desta última quinta-feira (11), uma dupla de policiais foi detida em um carro roubado. O fato ocorreu no Bairro do Pina, na Zona Sul de Recife.

De acordo com a apuração da reportagem da TV Jornal, os policiais tentaram fugir de uma blitz da Lei Seca, que estava na Avenida Antônio de Gois, pela contramão.
PRISÃO

No momento da detenção, foram encontradas três armas de fogo, uma quantidade significativa de dinheiro, um colete a prova de balas e quatro celulares com os suspeitos.

Os PM'S foram levados para a Delegacia de Boa Viagem, na Zona Sul do Recife. A unidade policial está investigando o caso.

Com informações da TV Jornal NE10 Uol

Todos os painéis solares adquiridos pelo Moda Center já estão nos telhados do centro de compras

 

Todos os 728 painéis solares adquiridos pelo Moda Center já estão posicionados nos telhados do Setor Laranja, que poderão, quando estiverem funcionando, gerar até 55.100 kilowatts hora/mês.

Isso equivale a 25% do consumo atual do centro de compras em seu período de maior demanda, durante as feiras de alta temporada.

Mais de R$ 1.800.000,00 estão sendo investidos no maior projeto privado da região para geração de energia solar. São recursos próprios do centro de compras, sem qualquer financiamento ou cobrança de taxa extra aos condôminos.

A iniciativa trará uma grande economia quanto ao pagamento de energia elétrica e coloca o gigante atacadista no rol das empresas que usam de iniciativas sustentáveis ao meio ambiente.

A administração aguarda a chegada dos inversores, equipamentos que convertem a energia gerada pelos painéis em energia elétrica. A estimativa é que a usina esteja totalmente operacional no mês de outubro.

sexta-feira, 12 de agosto de 2022

Fifa antecipa início da Copa do Mundo para 20 de novembro

 Jogo entre Catar e Equador abrirá o próximo Mundial



A Fifa (Federação Internacional de Futebol) anunciou a antecipação do início da próxima edição da Copa do Mundo para o dia 20 de novembro. Segundo comunicado divulgado nesta quinta-feira (11), o jogo inaugural será disputado entre Catar e Equador, a partir das 13h (horário de Brasília) no estádio Al Bayt.

“A partida de abertura e a cerimônia do torneio deste ano no Estádio Al Bayt foram antecipadas um dia após uma decisão unânime tomada hoje pela Mesa do Conselho da Fifa”, diz a nota da entidade máxima do futebol mundial.

A programação inicial era de que fossem realizadas duas partidas antes do confronto envolvendo os donos da casa: Holanda contra Senegal, e Inglaterra versus Irã. Os três jogos estavam marcados para o dia 21, junto com a cerimônia de abertura, que teria início momentos antes de Catar e Equador.

“A mudança garante a continuidade de uma longa tradição de marcar o início da Copa do Mundo com uma cerimônia de abertura por ocasião da primeira partida entre os anfitriões ou os atuais campeões”, justifica a Fifa.

O Brasil estreia no Mundial no dia 24 de novembro, uma quinta-feira, a partir das 16h (horário de Brasília, contra a Sérvia.


Agência Brasil 

Defesa de José Augusto Maia envia nota sobre matéria publicada no Blog do Ney Lima

 

A defesa do ex-prefeito José Augusto Maia, enviou na noite desta quinta-feira (11), uma nota de esclarecimento em relação a matéria veiculada no Blog do Ney Lima, onde afirma que o Tribunal de Contas de Pernambuco (TCE-PE) realizou a entrega da lista com o nome de gestores públicos que tiveram as contas julgadas irregulares no últimos oito anos, e que entre eles consta o nome de José Augusto.

Confira a nota enviada:

A simples inscrição do nome de candidatos em listas do TCE e TCU, não impedem a candidatura de José Augusto Maia. Para ser impedido pela Lei da Ficha Limpa é necessário que a rejeição de contas tenha as seguintes características de forma cumulativa:

(i) decisão irrecorrível por órgão colegiado;
(ii) irregularidade insanável;
(iii) que configure ato doloso de improbidade administrativa;

Para a lei, o ato doloso de improbidade administrativa somente se configura com “a vontade consciente e livre de alcançar o resultado ilícito”, além disso, é necessário que o dano gere prejuízo ao patrimônio público ou que importe em enriquecimento ilícito do agente ou de outrem.

Ressalte-se que, José Augusto Maia já foi absolvido de inúmeras ações de improbidade administrativa e que as contas citadas nas listas do TCE e do TCU, sequer se tornaram ações de improbidade administrativa.

Desta forma, afirmamos que tais rejeições, além de não haver dolo, não geraram prejuízo à administração e não representaram enriquecimento ilícito, portanto, não o tornam inelegível.

.

Tallys Augusto de Lima Maia
Advogado e filho de José Augusto Maia

Com programa “Emprego Novo”, Danilo vai ajudar empresas a pagarem os salários do trabalhadores

 "O estado vai pagar R$ 600 mensais por emprego novo durante três meses," falou Danilo.

Danilo Cabral vai criar o programa “Emprego Novo” para ajudar as empresas a pagarem os salários dos funcionários em novos postos de trabalho. O candidato de Lula assumiu esse compromisso com os pernambucanos, nesta quinta-feira (11), durante sabatina promovida pela Associação Comercial e Empresarial de Caruaru (Acic). A ação de Danilo dialoga com eixos fundamentais do seu programa de governo, que tem foco a cidadania, a garantia de direitos, a inclusão e a geração de oportunidades, emprego e renda. Nessa linha, o futuro governador também vai implantar o programa “Comida na Mesa”, que será a maior rede de proteção social do Nordeste. 

O programa “Emprego Novo” vai estabelecer faixas de incentivo para que as empresas contratem e mantenham trabalhadores. Na primeira linha, o estado vai pagar R$ 600 mensais por emprego novo durante três meses, com a contrapartida de manutenção dessa vaga por mais um mês além do período subsidiado. Já na segunda linha, haverá oferta de R$ 1 mil mensais por emprego novo durante seis meses, com a contrapartida de manutenção dessa vaga por mais dois meses além do período subsidiado.

“O Estado de Pernambuco, a partir do ano que vem, irá subsidiar o setor produtivo por vaga de funcionário contratado. Isso é uma forma de a gente subsidiar o custo do emprego. Nós queremos ajudar o empresário, o empreendedor, para que ele possa gerar oportunidade. Fiz questão de dizer em Caruaru porque aqui nós estamos falando também para o Polo de Confecções. Além da formação da infraestrutura, vamos dar um estímulo direto para que as pessoas que queiram possam empreender; possam contratar novos postos de trabalho. Nós vamos dividir a conta com quem quer empreender, contratar”, destacou Danilo, que estava ao lado da candidata ao Senado, Teresa Leitão, dos deputados estaduais Zé Queiroz e Tony Gel, e do ex-candidato a prefeito Marcelo Gomes. 

COMIDA NA MESA - A geração de emprego e renda vai ser um norte no governo de Danilo. Além do “Emprego Novo”, outras ações a serem lançadas pelo candidato vão fomentar e assegurar as bases para criação de postos de trabalho. O candidato já havia assumido o compromisso de implantar o programa “Comida na Mesa”, um grande guarda-chuva integrado de equipamentos de segurança alimentar, que será composto por centros regionais de abastecimento, restaurantes populares e cozinhas comunitárias, distribuídos por todo o estado.

A maior rede de proteção social do Nordeste vai dialogar com o futuro governo do presidente Lula, que vai reativar o Bolsa Família, programa sucateado por Jair Bolsonaro. Em Pernambuco, com o “Comida na Mesa”, Danilo vai implementar 11 centros regionais de abastecimento em todas as regiões de desenvolvimento de Pernambuco. Cada uma das 184 cidades do estado vai ter uma cozinha comunitária. Além disso, serão 15 restaurantes populares nas cidades com mais 100 mil habitantes.

Postagem em destaque

Petrobras reduz em 4% preço do diesel vendido a distribuidoras, 2ª queda em agosto

  A Petrobras anunciou nesta quinta-feira nova queda no preço do diesel vendido a distribuidoras. O valor passará de R$ 5,41 para R$ 5,19 po...

Matérias mais vistas