Páginas

quarta-feira, 31 de janeiro de 2018

Coluna do blog desta quarta-feira

A melhor chapa de deputado federal em 2018
Nas eleições de 2014, Luciano Bivar montou uma coligação composta por PSL, PHS, PRTB, PTN, PSDC e PRP, que juntos atingiram 237.830 votos e pela primeira vez na história ficou provado que haveria vida fora das coligações tradicionais, quando elegeu Kaio Maniçoba com 28.585 votos. Para as eleições de 2018, inspirado em Bivar, o deputado federal Eduardo da Fonte trabalha com uma chapinha que poderá ser composta por PP, PDT, PCdoB, PHS, PSL, PTC e Solidariedade.
Em se confirmando a formalização desta coligação, disputariam com votos testados Eduardo da Fonte (283.567), Pastor Eurico (233.762), Wolney Queiroz (86.739), Luciana Santos (85.053), Augusto Coutinho (67.918), Luciano Bivar (24.840), além de outros nomes que podem disputar, como é o caso de Marinaldo Rosendo (97.380), Cadoca (41.226), Severino Ninho (21.043), nomes novatos com potencial, como é o caso de Júnior Uchoa (100.000) e Eriberto Medeiros (70 mil) e uma cauda bastante atrativa, pois quem tem menos de 80 mil votos não tem motivos para disputar por outra chapa.
Vamos aos números, o somatório destes votos já testados, mais 200 mil votos de cauda e legenda, a coligação atingiria 1.311.528 votos, divididos por 180 mil que foi o quociente inicial de 2014, seriam eleitos sete deputado, que seriam, pela ordem: Eduardo da Fonte, Pastor Eurico, Júnior Uchoa, Wolney Queiroz e Augusto Coutinho eleitos e Marinaldo Rosendo, Luciano Bivar, Eriberto Medeiros e Luciana Santos disputando duas vagas.
Na pior das hipóteses o sétimo deputado entraria com no máximo 70 mil votos, podendo, a depender do cenário, entrar com pouco mais de 60 mil na sétima vaga. Apesar de não se comparar ao pleito de 2014 quando a chapinha fez Kaio com menos de 30 mil votos, é pertinente lembrar que serão eleitos desta vez sete deputados, o que permitiria alguém com votação bem abaixo do chapão do PSB ou da oposição ascender ao mandato.
Inclusive para quem porventura ficar na suplência, as chances de assumir o mandato com pouquíssimos votos será maior nesta chapa do que num chapão tradicional, pois terá deputado com mais de 90 mil votos sem conseguir se eleger na chapa encabeçada pelo PSB, por exemplo. Quem tiver juízo e quiser chegar ao mandato em Brasília não pode pensar duas vezes e disputar a eleição nesta que é a melhor chapa de 2018.
Ciumeira – O senador Humberto Costa e o ex-prefeito do Recife não escondem de ninguém a insatisfação com o crescimento de Marília Arraes nas pesquisas para governadora. Políticos experientes, eles sabem que se Marília for candidata estará sepultando a carreira política de ambos, pois ela se tornaria a principal liderança política do PT pernambucano.
Fornecedores – Empresários do ramo de pavimentação de ruas se queixam do governo de Pernambuco por conta do calote que estão sofrendo na prestação de serviços para o FEM. O governo, segundo eles, não estaria pagando a ninguém, e muitos estão tendo que se desfazer de patrimônio pessoal para não ter que abrir falência de suas empresas. Tem gente que está há mais de um ano sem receber.
Chapa – A chapa do Patriotas que está sendo organizada pelo vereador do Recife, Davi Muniz, está se movimentando para eleger de dois a três deputados estaduais, devendo o segundo eleito chegar ao mandato com 25 a 30 mil votos e o terceiro, se fizer, alcançar o mandato na Casa Joaquim Nabuco com 20 a 25 mil votos. É uma das melhores chapas que estão sendo montadas para 2018.
Mudança – Pela nova legislação eleitoral, os partidos que não atingirem o quociente eleitoral para deputado estadual e deputado federal, agora terão direito a brigar pelas sobras. Antes essas vagas só eram distribuídas entre as maiores coligações, agora é possível que uma chapa com 80 mil votos nominais mais legenda consiga emplacar um parlamentar na Casa Joaquim Nabuco, por exemplo.
RÁPIDAS
Belo Jardim – Se tem um prefeito que é ruim em Pernambuco, este alguém é Helio dos Terrenos, de Belo Jardim. A cidade escolheu a pior alternativa possível na eleição suplementar e está sofrendo nas mãos de um prefeito incompetente e despreparado. Eleitores que votaram no prefeito já se dizem completamente arrependidos.
Estadual – O vereador do Recife, Marco Aurélio, pretende trocar a poderosa primeira-secretaria da Câmara Municipal do Recife, onde comanda um orçamento anual de quase R$ 150 milhões, por um mandato de deputado estadual pelo PRTB. O vereador é a principal aposta do seu partido para chegar a um mandato na Casa Joaquim Nabuco.
Inocente quer saber – Paulo Câmara ainda tem jeito para conseguir se reeleger em outubro?

Do Edmar Lyra

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

SEMÁFOROS SÃO INSTALADOS NA PE-160 PELA PREFEITURA DE SANTA CRUZ DO CAPIBARIBE

 Na procura de evitar acidentes ao longo da PE 160, a Secretaria Executiva de Mobilidade Urbana de Santa Cruz do Capibaribe, vem tomand...

Matérias mais vistas