Páginas

sexta-feira, 4 de maio de 2018

Araújo relembra apoio do PSB ao impeachment

O deputado Bruno Araújo (PSDB) relembrou, hoje, em suas redes sociais, a carta do PSB de Pernambuco divulgada na véspera da votação do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff (PT), em que a sigla se manifestava a favor do processo de impedimento da petista. No post, Araújo chegou a afirmar que o presidente Michel Temer (MDB) nasceu pelas mãos do PSB e que o governador Paulo Câmara é o padrinho.
Segundo o deputado, a carta assinada pelo presidente do PSB Estadual, Sileno Guedes, teve o apoio do governador de Pernambuco. "Há apenas dois anos o Governador e seu partido rejeitavam o PT e divulgaram carta na véspera da votação do impeachment de Dilma Rousseff. Em nome do governador, o presidente do partido em Pernambuco demonstra total apoio ao impeachment e critica a então presidente que se "deslegitimou", alfinetou Bruno Araújo.
O parlamentar ainda afirmou que a nota fez questão de diminuir o papel do ex-presidente Lula no desenvolvimento de Pernambuco, algo que a oposição nunca deixou de reconhecer. "O texto deixa bem claro o posicionamento do governo do PSB: ‘Por fim, pelo futuro de Pernambuco, do Nordeste e do Brasil, o PSB, consciente e sem dúvidas, votará pelo impeachment’", finalizou.

Do Magno Martins

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Cobrador de impostos foi assassinado e a esposa baleada em Caruaru

  Um homem foi assassinado e a esposa baleada na noite desta última terça-feira (29), na Rua Cajá na Vila do Aeroporto em Caruaru. O cobrado...

Matérias mais vistas