Páginas

quarta-feira, 28 de setembro de 2022

Homem é preso e confessa golpes em bingos beneficentes em igrejas católicas de ao menos 15 cidades em Pernambuco

 

Homem que integrava quadrilha confessou participação em fraudes com cartelas de bingos beneficentes em Pernambuco — Foto: Reprodução/TV Globo

Uma quadrilha que praticava golpes em bingos beneficentes promovidos por igrejas católicas em Pernambuco foi descoberta pela polícia. Segundo o delegado Ney Luiz, um homem foi preso e confessou ter participado de fraudes de cartelas nas disputas em ao menos 15 municípios do estado.

A captura do homem aconteceu no último domingo (25), no Recife. A quadrilha tinha praticado um golpe em um bingo realizado em uma igreja em Nossa senhora do Ó, em Ipojuca na Região Metropolitana.

O nome dele não pode ser divulgado, de acordo com a Polícia Civil, por causa da Lei de Abuso de Autoridade.

Em entrevista ao g1, nesta última segunda (26), o delegado de Porto de galinhas, Ney Luiz, explicou como a quadrilha atuava.

Um dos homens participava do bingo e comprava uma cartela oficial do evento, segundo ele. Os comparsas ficavam do lado de fora, em um carro, e pegavam os números que eram sorteados, para praticar a fraude.

Eles montavam e falsificavam a cartela vencedora e imprimiam, em um equipamento portátil, para entregar para a pessoa que estava participando da disputa.


Esse homem apresentava a cartela fraudada, como se fosse a autêntica, e recebia o prêmio. Dessa forma, a quadrilha ganhava os bingos que disputava em várias cidades, no Grande Recife e no interior.
“Eles ganhavam prêmios que variavam de R$ 3 mil a R$ 6 mil, além de motos e eletrodomésticos, como fornos de micro-ondas”, disse o policial.
Sobre a confissão do homem, o delegado Ney Luiz disse que ele contou como era praticado o golpe. “Disse que não liderava a quadrilha e que participava mesmo. Mais três estão foragidos”, acrescentou.

O delegado afirmou, ainda, que as primeiras denúncias chegaram par a polícia desde 2010. Nos últimos dias, no entanto, apareceram queixas bem parecidas em várias cidades.
“Depois que soubemos do caso de Ipojuca, recebemos a informação de um crime desse tipo por um padre, no Cabo de Santo Agostinho. Não poderia ser apenas coincidência”, relatou o policial.
Ney Luiz disse que fez monitoramento por redes sociais e descobriu o endereço de um dos integrantes da quadrilha.
“Nas redes sociais, eles aparecem com cartelas de bingo e ganhando os prêmios. Fomos até a casa de um deles e encontramos o homem com cartelas fraudadas e com outras cartelas de bingos realizados em outras cidades”, afirmou.
Um dos casos descobertos pela polícia aconteceu em um bingo em uma cidade da Zona da Mata, que teve a participação de autoridades.
“Em Macaparana, eles tiveram a ousadia de praticar o golpe em um bingo que tinha a presença de juiz e delegado", contou.
Ney Luiz disse também que os integrantes da quadrilha têm entre 30 e 40 anos. 
“Tem uma mulher de um deles que participa do golpe. Ela recebia o dinheiro quando era repassado por PIX. Em 90% dos casos, os bingos eram beneficentes”, afirmou.
O homem preso foi autuado por associação criminosa e estelionato.


Com informações do G1 Pernambuco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem em destaque

Chacina em São João: bebê e outras quatro pessoas são assassinadas a tiros; outras sete ficam feridas

  Crime aconteceu na noite da quinta-feira (26) e foi motivado por 'rixa entre grupos ligados ao tráfico de drogas', segundo o gover...